21.11.07

Tulipa
BEIJA-FLOR
Encontrei Paulo Freire.
Estávamos em Vila Velha, no salão anexo ao Santuário.
Enquanto aguardávamos as pessoas que iriam participar da palestra, conversamos sobre a beleza do beija-flor que, lindamente, batia suas asas sobre uma tulipa vermelha. Acordei, antes que as pessoas chegassem, e me lembrei de um pensamento:

O mundo não é. Está sendo
(Paulo Freire)



JacintaDantas

9 comentários:

Anônimo disse...

Grande Paulo Freire.
Gostei da referência que você faz a ele.
Mulher, até no sonho você encontra figuras respeitáveis. Coisas de Jacinta.
Seu blog está suave, resgata um pouco do romantismo que anda meio esquecido. Você está assim?
Saudades do nosso tempo de faculdade.
Beijos

Solange

Gi disse...

Jacinta

Vim retribuir e agradecer a visita ao meu espaço e deparei-me com um jardim em flor. Agradável este seu canto.
Volte sempre,se bem que o meu "Pássaros" esteja um pouco parado ultimamente pode sempre encontrar-me no Pequenos Nadas. Aí até abuso um pouco na postagem :)

Um beijinho

héber sales disse...

as mentes mais atentas compreendem bem a verdade da impermanência das coisas e da inter-existência.
muito interessante teu espaço, Jacinta.
parabéns!

Ellemos disse...

Como gostei deste jardim todo primavera!

Suas palavras me caem hoje como luvas.

Obrigada pelo pedaço deixado!

Um abraço!

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Oi!
Obrigado pela visita. Volte sempre.
Beijos do *CC*

Flavia disse...

E ele está cheio de razão.
O mundo está em constante evolução, crescimento, é movimento.
E a gente faz parte disso.
Não somos meros expectadores...

Obrigada pela visita no meu blog.

Bjocas!

Anônimo disse...

Que bom

Em plena manhã de domingo, andando por esses caminhos, encontro um jardim cheinho de emoções a brotar.
As águas do rio seguem seu curso. E também, "não se banha duas vezes da mesma água".
Lindo seu espaço sentimento...em floração.

Cris

Sandra Leite disse...

Adorei "gerundiar" nesse caso..está sendo sempre! E sempre tb é agora...

bjs

Eurico disse...

Achei o beija-flor dentro do teu sonho. Será o inconsciente coletivo?