28.11.07

PRONTA PARA RECEBER A LUZ

Na manhã ensolarada, na cidadezinha de Central de Minas...

A expectativa era geral, pai não foi para a lida
- tinha uma importante missão a cumprir –
Na sua velha charrete, levou as crianças, perplexas, para casa da titia
e buscou a comadre, bem ligeirinho.
O tempo não podia esperar.
Pelos ombros, segurou minha mãe, imersa em conta de lágrimas,

entregue ao toque da comadre Rita que lhe aplicava um bálsamo, fazendo-lhe movimentos vigorosos na barriga.
Era 29 de novembro.

Eu estava como uma flor em botão
pronta para receber a luz.

14 comentários:

Flavia disse...

Que linda a mamãezinha... *_*

Eu vou te enviar uns textos do Caio, onde ele fala do jardim dele. Tenho certeza que vc vai adorar...

Bjs!

Lyani disse...

Que manhã mágica...
Você tem um jeito doce de escrever...

Quero agradecer por todos os recadinhos carinhosos que deixa espalhados pelo "entre aspas"!

Estou adorando-os, e espero que sempre visite-me e continue a deixar recados... virei sempre também!

Bjos

Lyani disse...

Ah... e feliz aniversário adiantado, caso amanhã não possa estar por aqui!

Bjos

Evandro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evandro disse...

Então nascera Jacinta,
que mais se parecia Cintia,
que na verdade já se S(C)INTIA Cintia; uma rosa pronta pra desabrochar, que ainda não conhecera o mar, mas já pressentia
o dia que lá ia seus pés tocar!
Era manhã de novembro, precursora de dezembro,que espera o verão chegar. E ainda chegaria um dia, que rosa e poesia, Jacinta e Cintia
num só corpo se fundiriam, para mais uma primavera contar

Jo Barranova disse...

vi um comentário seu no blog de um poeta aqui de santo andré e entrei pra xeretar. Gostei desse espaço. Simples, consistente e completo. Dia 29 então? parabéns!

Victor disse...

Querida Jacinta
Vim agradecer a tua visita lá pela Oficina e logo me deparei com esta bonita forma de anunciares a comemoração do teu nascimento.
Um tchim tchim muito amigo desde Portugal.
Mil beijinhos.

Wellington Felix disse...

E esta luz que recebestes como rebento, neste dia que o universo parou e te abraçou, espalhas por ai descaradamente, enchendo o mundo de luz!

São disse...

Pelo que percebi está aniversariando, não é?...
Então, lhe deixo desejo sincero de futuro muito bom!
Bom fim de semana.

Alice Sant´Anna disse...

jacinta, muito obrigada pelo comentário no blog. fiquei muito contente que você gostou!

beijo

Luis Eustáquio Soares disse...

nasceu jacinta, sinta, sinto, sem cinta: e eis ela aqui, nascendo sempre, pra dentro das linguagens, viagens, sondagens, paragens.
b
te convido a uma visita
luis

Cris disse...

Então foi assim? Que lindo e poético, magia e ternura... Seu pai... que bacana, participou e partilhou desse momento tão especial em "conta de lágrimas".
Você já tinha me contado, mas não assim, com essa poesia toda.
Parabéns pelo aniversário...com algumas horas de atraso.

Cris

Lúcia disse...

Não sabia que novembro é também seu mês natalício e que gosta de escrever. O meu dia é 23. Linda a forma como você descreve seu nascimento. Lembrou-me o fato que minha mãe conta que sonhou comigo de pé ao lado de uma roseira, antes de ficar grávida de mim. Acho isso o máximo do amor carinho e amor demonstrados antes mesmo da minha existência aqui nesta vida. Parabéns pra você e que continui a viver bem e feliz!

Eurico disse...

Sob que signo? Ah, isso não importa... todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus...até os astros e as estrelas. Bem vinda, menina flor!!!