22.11.08

Agora, apreendo o choro, deslizando em mim, sem o susto dos relâmpagos e trovoadas. Para além das fronteiras do medo, enxergo-me: ... sou chuva que escorre, purificando o ar, limpando as artérias e preparando o ambiente para a abertura de novos caminhos.

23 comentários:

CRIS disse...

O choro purifica as artérias e desfaz os nódulos da alma . O corpo agradece `aqueles que sabem chorar.

Ótimo fim de semana, querida.

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Perder o medo e preparar-se para o que vier é pra lá de bom.

Obrigado pelo comentário da postagem antiga. Você é muito bem-vinda, sempre, para comentar o que quer que seja.

Que a chuva que cai aí fora também renove o ambiente externo sem muito prejuízo para a cidade.rs

Aqui no MS faz sol e a temperatura é agradável.

Um beijo!!!

Gilbamar disse...

Às vezes é necessário deixar que as lágrimas desçam suavemente pelo rosto para lavar nossa alma.

Grande abraço fraterno e amigo.

Mai disse...

Oi, Jacinta.
Como consegues nestas mínimas linhas, dizeres tanto-tudo?
Um dia, eu aprendo.

O pranto lava a face e renova a alma.
Carinho.

Zeca disse...

Apreender o choro...
escorrer-se,
limpar-se,
preparar-se...
caminhar,
viver.

Beijos.

Átila Siqueira. disse...

Oi Jacinta, achei o seu pequeno texto muito belo e espiritual, uma coisa impressionante de se ler, que me deu uma leveza no coração muito agradáve de se sentir.

Quero te agradecer imensamente pela visita no meu blog, e te convidar para voltar sempre. Gostei muito de seu espaço, então, vou colocar um link no meu blog para o seu, para sempre poder te acompanhar.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Paula Crespo disse...

Agradeço a sua visita ao meu espaço. Volte sempre! :)
Bjs e bom fim-de-semana, aí do lado de lá do Atlântico...!

tossan disse...

Nada como os novos caminhos, siga-os. Bj

eder ribeiro disse...

que bom saber que vc "é chuva", para mim a chuva são gotas divinas. encharquei-me. bjos.

JOICE WORM disse...

Chorar é bom. Principalmente se o filme é de amor... hehe.

Recanto de Sonhos disse...

Enxergar-se a partir do choro e preparar o ambiente para novos caminhos...é a vida em seu curso,
são as estações,marcando algum final e dizendo um início.
Gosto muito do que você escreve,Jacinta.É sempre forte e profundo,com muita suavidade.
Obrigado por adicionar-me aqui.Suas
poesias somam muito aos meus sentidos.
Uma bela noite de sábado.Um ótimo domingo.
Beijos.
Amarísio

Cores, Letras e Notas disse...

Gosto muito da simbologia da chuva, purificação, de algo sublimado que se eleva aos céus e decantado derrama bençãos por td; um elo de ligação entre o espiritual e p terreno; sinônimo de fecundidade, fertilidade; a agua simbolo da vida, do nascimento, da regeneração, e muitos outros... Ser como a agua da chuva é espalhar vitalidade, lavar o pó da estrada, derramar alegria de viver! Sejamos sempre assim!
Abs
Celso
Da uma passada la no blog! Valeu!

Marcelo F. Carvalho disse...

Jacinta, adorei isto. Aliás, a foto é linda também!

Cris disse...

"...E que das marcas dos seus passos, brotem flores como as desse campo e, que nos mesmos tons lilázes, floresçam em seu coração, e façam-se berço pra essa nova caminhada...". Um beijo grande. (Sentí a energia forte e boa, desse seu espaço, Jacinta).

SIMONE GOIS disse...

Nossa Jacinta, que coisa mais linda, emocionante!
parabéns
beijos

Jens disse...

Depois das lágrimas e da chuva, um novo tempo. Perfeito.
Beijo e bom domingo.

Um olhar disse...

Depois de tudo o sol vai poder abrir...

bjos e linda semana prá vc!

Miguel S. G. Chammas disse...

Lágrimas derramadas para avivar um canteiro e permitir nova florada.
É uima imagem redalmente linda!

J.R. Lima disse...

Lindo texto.
O tempo de espera é menor que a esperança: novos caminhos sempre aparecem.

Grato pela visita aos Ecos Diversos! Vim para retribuir e levo comigo mais do que trouxe!

Voltarei mais vezes.

Pavón disse...

Somente a chuva de sentimentos presos dentro de nós pode nos libertar para novos caminhos....

Sábias palavras

Beijos

loba disse...

Nossa, que texto lindo! Morri de inveja deste rio! rs

Beatriz disse...

Um texto perfumadamente lindo... uma imagem que encanta o olhar e enternece o coração.

Éverton Vidal disse...

[i]Alegria de saber, um dia, que toda água faz seu curso normal, abençoando a terra, sem ficar represada no tempo dos que não vêm retorno no investimento subterrâneo.
[/i]

Nao sou muito disso, de tirar uma frase do texto e dizer que "guardei". Faço só às vezes quando realmente guardo. Nos comentários e textos de blogues há sempre aquelas frases que marcam o teu dia, e que fizeram valer a pena o tempo que você ficou de frente para o Pc.

Hoje eu saio com essa daqui, porque defitivamente era algo que eu estava precisando ler.

Bj.