29.11.08

UM DIA ILUMINADO

No vermelho da chama, diz minha mãe, a lembrança de um dia iluminado pelo sol da manhã, no sertão das Minas Gerais, num 29 de novembro, nada parecido com o cinza do dia chuvoso de hoje. No olhar das crianças, a disputa e ansiedade em soprar a vela, que uma vez apagada, será, para mim, a lembrança de mais um tempo vivido que ficará guardado. À mesa, a família reunida – a ausência, muito presente, de meu pai – os sobrinhos crescidos, cada um tomando seu rumo, fazendo seus planos. Frutas, brincadeiras, violão, cantoria... Na celebração de mais um ano na minha vida, a certeza de que os rascunhos são perda de tempo. Como diz Rubem Alves, a vida não pode ser economizada para amanhã.

31 comentários:

paula barros disse...

Gosto muito de ler Rubens Alves. Estou gostando muito de ler você.

Lembranças, saudades...

abraços

Átila Siqueira. disse...

Adorei o texto, muito interessante a maneira como descreveu a vida e seu dia a dia, o soprar de vela, o crescer das crianças, que se tornam adulta e tomam seus caminhos. E o interessante é que logo surgem novas crianças, e assim a vida continua a cada dia.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

JOICE WORM disse...

Bravo!! Seu pequenino texto me emocionou, Jacinta. Muac!

renata disse...

Olá Jacinta, passo para desejar-lhe muitos anos de vida, que Deus a ilumine sempre, sem economia de felicidade no hoje, como disse o nosso querido Rubem Alves!!!
beijosssssssssss
renata

Eurico disse...

Bom dia, amiga e muita saúde e paz nos próximos mil anos, no mínimo. rsrsrs
Que esse teu belo e lúcido coração sempre esteja a nos brindar com essa convivência virtual.

Mai disse...

Oi, Jacinta.

De novo, lindas palavras.
Espero que não economizes um viver feliz.

Carinho e muitas alegrias.

Jo Bittencourt disse...

Gosto dessa memória. Coisas de Minas. rs Me apraz buscar lá longe no tempo, deslocar o espaço para o q ñ desvanece aqui dentro.

Jacinta, beijoca e q esse sol se afirme!

Alex disse...

Hum, fiquei na dúvida. Falar de saudosismo e soprar velinhas? Isso me leva à festa, às cores, aos sorrisos, aos doces sujando o canto da boca. Aniversário? Se for, meus parabéns :) Se não, continua sendo gostoso o texto.

Beijos, Jacinta!

Kátia Campos disse...

Tô aqui conversando com meus botões (tão empoeirados pelo tempo, rs) e me perguntando: é aniversário dela?
Se for, o parabéns é especial.
Se não, este dia deve ser celebrado como se fosse aniversário: com votos de mais um dia, mais um, mais um, mais um...mais milhares de dias com jeito de festa e saudade (boa saudade, como no seu texto).
Felicidades sempre!
Bj

Pavón disse...

"O amanha nao existe, pelo simples fato de sempre se tornar hoje", entao nao economise amanhas, nao rascunhe o branco, pinte o hoje...

PARABENS!

Beijos

Vivian disse...

...que linda!

parabéns então à você,
doce amiga!!

bjusss

Paulo R Diesel disse...

Vivamos a vida em sua plenitude no hoje.

Parabéns, parabéns

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Parabéns, então!

Que outros vinte e nove de novembro sejam menos calamitosos e alegres, como você merece ter.

Que as lembranças dos bons sentimentos sejam as diretoras dos atos pelos quais passará e, que certamente, marcará a vida desses que estão juntos com você na caminhada da vida. É o ciclo bom da existência.

Lindo texto!

Um beijo com carinho!!!

Anônimo disse...

Vc termina o seu texto dizendo em poucas palavras o que eu digo em muitas!
Mas é isso: a vida é o presente. É um presente.
Beijo, querida.

Jacinta Dantas disse...

Obrigado, a você, amigo anônimo, que deixou esse comentário no meu florescer. Confesso que fico curiosa para saber quem é você.
Um abraço

eder ribeiro disse...

Viver não é esperar, é fazer de cada esperança o desejo da realização. bjos.

Éverton Vidal disse...

a ausência, muito presente, de meu pai

Essa frase me cativou. Família tem esse poder de ressuscitar quem já foi, e eu nem sei se seu pai já foi, mas é o que entendi, de qualquer forma é a verdae. Família reunida (de corpo e alma) nao é só terapêutica, é mágica!

E gosto de cinza às vezes. "Pra ser honesto sou um pouquinho infeliz", mas só um pouco porque também sou bem feliz rsrsrs.

E gosto muito de Rubem Alves.

Inté!

Lorena disse...

Puxa, eu venho retribuir sua visita e te encontro fazendo aniversário(com algum atraso, mas vá lá). Então que você tenha tido um ótimo aniversário!
=)

Obrigada pela visita. ;)
beijos.

tossan disse...

Lindo e singelo texto! Que estas lembranças nunca se apaguem. Abraço

Tatiana disse...

Muitas dádivas para você na semana que inicia!

Meu grande e eterno carinho e admiração!!!

Beijinhos com meu carinho

Miguel S. G. Chammas disse...

Jacinta,
já sinto (desculpe a brincadeira mas não pude evitasr) o remorso de não ter te visitado antes e, lógico, ter te parabenizado pela data.
Vc aceita cumprimentos atrazados? Se aceitar aqui vai meu mais cartinhoso beijo e o desejo de que apagues novas velinhas, pelo menos, por mais 50 anos.

Germano Xavier disse...

Felicidades sem fim, pois.
E que venham mais dias de alegria.

Um carinho, Jacinta.
Continuemos...

Rubens da Cunha disse...

conselho intenso e difícil esse do Ruben Alves, já o teu texto é apenas intenso, muito intenso.

abraços

Lino disse...

Por algum problema, não vi a foto. Mas a descrição não deixa dúvida sobre a beleza dele.

Cecília disse...

Gostei muito do seu blog, tem textos maravilhosos.

Que coisa boa conhecê-la! Tenho conhecido pessoas muito legais através do blog e tenho certeza que você será uma delas!

Beijossss

Alice disse...

Menina.... vc escreve como se estivesse aqui falando comigo !!


mil bjkas pra vc

Helder Hermani disse...

26 recados são muitos para minhas palavras despercebidas. Ficarei atento ao próximo post.

Obrigado pela visita e pelo comentário... Mais uma coleção de poesia para inflamar minha admiração e inveja.

Vieira Calado disse...

Fiquei muito contente com as palavras deixadas no meu blog.

Bem haja

Átila Siqueira. disse...

Oi, estou passando somente para agradecer a visita lá no meu blog, gostei muito de suas palavras. Volte sempre.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

D.Ramírez disse...

Lindo demais as palvras e atrasado, um feliz aniversario e que tudo seja tudo de bom com muitas, mas muitas felicidades!!!!
BEsos

Amarísio Araújo disse...

Jacinta,perdoe-me o atraso para essa celebração.Bela forma a sua de descrever seu aniversário,com as
lembranças que compoem sua alma,que
preenchem o seu coração.
Que você continue assim,sem economizar a vida e nos dizendo versos tão belos quanto seu coração.E por muitos e muito anos,
é claro.
Beijos