5.12.08

SIMBIOSE
Imagem: fotoblog uol

Às vezes sinto tanto

que parecem minhas

as dores que ela sente

Como escapar, se estou agarrada pelo umbigo?

32 comentários:

Thor disse...

Olá Jacinta, obrigado pela visita!

E esse teu texto, maneira bonita de falar dessa ligação mais forte que todos nós temos! um abraço!

Alice disse...

Jacinta ,

isso me pareçe amor de mãe....só mãe sabe o que é dor de umbigo, não é ?

bjusssss

Vinícius Aguiar disse...

é, amor de mãe, o único completamente incondicional!! O blog tá lindo, parabéns!

Dauri Batisti disse...

Sentir tanto... Como escapar? Deve haver uma maneira, senão de escapar, pelo menos de incorporar isto como parte da própria condição. Do mais é cantar... Cantar faz bem, você sabe.

Beijo.

Eurico disse...

Oi, amiga. Quanta ternura nessa ligação umbilical! Você sempre nos surpreende com esses rompantes de meiguice no teu blog.

Marcelo Martins disse...

Se fala da maternidade eu posso dizer que só aamor de mãe é realmente incondicional.
O resto é passageiro e sujeito a chuvas e trovoadas.

Beijinhos meus

Francisco Sobreira disse...

Cara Jacinta,
É possível que já lhe tenha dito isto,se não, foi a outro(a) poeta: você já conseguiu uma coisa muito difícil no ato de escrever, principalmente em poesia: dizer o essencial em poucas palavras. Nesse ´poema acredito que você esteja se referindo a sua mãe e ele ficou melhor ainda sem a referência explícita. Um beijo.

Cores, Letras e Notas disse...

Todos evocam a maternidade e o amor incondicional, mas se vc me permite, em alusão à foto do post, remeter à Mãe Natureza esse msm sentimento...e o que estamos fazendo? Agredimos e sentimos a mesma dor!
Abs
Celso

Eurico disse...

Meu!!! Como me escapou a percepção da mãe-natureza. Claro, Jacinta, estamos todos ligados a ela por um cordão por onde entra a Vida.
Abraço fraterno e afetuoso.
Cada dia aprendo mais a te admirar. És uma AO encantadora...rsrsrs

APPedrosa disse...

Jacinta, esse texto falou muito ao meu recente coração de mãe. Lindo. E a foto é de uma beleza indescritível.
beijos

Claudinha disse...

Que lindo o poema, profundo e nos faz refletir sobre as ligações que temos, as simbioses da vida...
Beijo!

Que bom saber que também está no AO da Loba! Beijos!

Jo Bittencourt disse...

ah como escapar se isso é um tempo sem hora...

Imagem linda!


beijocas

tossan disse...

É o fio da vida? Lindo! Abraço

Eurico disse...

Jaaaaciiinta!!! VC esqueceu o Florescer e só vive no AO da Loba. Venha escrever, menina. Preciso desse oásis. :)
E visite o blog do Lula Eurico. Tem mimo pra vc no poema do Beija-flor.

Adriano Caroso disse...

É impressionante o poder que suas palavras tem de me fazer bem. Você é maravilhosa!

benechaves disse...

Oi, amiga: um texto sucinto e que revela o essencial. A cumplicidade entre dois seres que se amam.

Um beijo simbiótico...

Mai disse...

Jacinta, que maravilha!

Poucas palavras e tantos significados...
Como sempre, precisas e preciosas palavras.
Um dia, repito, chegarei lá.

Muito carinho.

Cadinho RoCo disse...

Se está agarrada pelo umnbigo aprenda a soltar o cordão umbilical.
Cadinho RoCo

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

Olá querida Jacinta, que belas as tuas palavras, que lindo significado de vida... Adorei a foto tb !... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Zeca disse...

Pela linda foto que brilhantemente completa a poesia, a mãe natureza deve estar agradecida a você.

Beijos.

Vivian disse...

...olha minha linda,

se falas da mãe natureza,
ou do amor maternal,
isso não importa, quando
sabemos que o que importa
sim, é as dores que fazemos
nossas nossas porque somos
todos UM.


muahhhhhh

Nanda Nascimento disse...

É verdade, a ligação é tão intensa, que sofremos por atencipação.

Beijos e flores!

Opuntia disse...

Sentir a dor do outro é a maior manifestação de amor.

Bjos

Eurico disse...

Minha amiga, volto aqui e você não mais postou. Mas voltarei muitas vezes, pq aqui é omeu oásis.

Rosemeri Sirnes disse...

Favoritos, ora veja! Bom sentir essas emoções, esse carinho que as palavras fazem, quando bem colocadas é aconchego.


Minha amiga, estamos aqui.

Beijos

JOICE WORM disse...

Se falas da mãe Natureza, é porque não é fácil se separar dela, não é?
Passo para lhe deixar um beijo, linda. Muac!

Hawaii disse...

eh muito bom descobrir novos blogs, novos amigos e o melhor poder conhecer um pouco de cada e saber quantos valores eles tem.
Prazer em conhecer C&A hahahahahaha
beijo
legal ter vc no AO
Sandrinha
www.brasileirinhanohawai.blogspot.com

Pavón disse...

Simbiose multipla que nos prende, nos une, nos faz sentir o que ninguem pode ver ou sentir... laço unico.

Beijos

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!


E que esse amor seja forte o bastante para não amarrar para sempre; ao contrário, soltar as amarras e deixar o barco navegar a vida, mesmo que a dor seja renovada em cada partida.

Obrigado pelas palavras lá no meu espaço.

Um beijo com carinho!!!

Anônimo disse...

poeta usa um sentido, leitores usam os cinco.
simbiose no amor, nos leva à simbiose da dor.

Cris disse...

Agarrada pelo umbigo, abraçada pelo coração. Poucas e definitivas palavras, Jacinta.

ocasodoacaso disse...

Presa pelo umbigo fica realmente difícil largar.
Mas é tão bom perceber certos elos, indestrutíveis...