14.12.08

SOU ASSIM...

Sou assim...

bonita, suave, refrescante, meiga,

sou amante, amorosa, cuidadosa

brava, rompo as muralhas

inquieta, faço o meu percurso

sou

sensualidade enamorando o verde

vou

afagando o rochedo, sigo

Em busca do amor maior

no prazer de ser

eu sou amor

eu quero amar

Eu sou

...

Entrego-me ao MAR

36 comentários:

Mai disse...

Jacinta, que coisa doce.
Que maravilha!
Linda, poeta-miga.
Tua alma, esbanja amor.
Tua aura, na linguagem que poemas, é alva, terna, leve.

Muito carinho.
És muito...

Simplesmente Amor disse...

Que esse amar esteja sempre presente em sua vida e coração... a inspirando a versejar de forma tão bela!

Uma semana repleta de dádivas ao seu coração!

Beijos

Francisco Sobreira disse...

Cara Jacinta,
Mais um bonito poema. Me agrada muito esse renovar sempre no conteúdo (há poetas que pouco o renovam, fazendo quase sempre "um samba de uma nota só"), já que a forma continua a mesma, isto é, muito boa. Um beijo.

Dauri Batisti disse...

Tomar da água a imagem é sinal de que se está a caminho no longo ciclo da vida, lindo, indo. Que bom.

Beijo

Eurico disse...

Faz-se ao mar toda água...faz-se ao mar vindo da terra. E amor é esse rio subterrâneo que rompe o rochedo...
Abraço com afetos tantos.

[ rod ] disse...

Você é o que és moça... e isso há faz amável.

Bjs,





Novo Dogma:
saCro...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Pavón disse...

O mar sempre foi e sempre será minha eterna amante. Regado de momentos incompreensiveis, vai do marasmo a tempestade sem perguntar minhas vontades mais intimas e me invadindo sem temores. O vento não me leva para onde ele quer, eu uso o vento para me levar pelos mares distantes para onde quero. Navego no mar pelo prazer de viajar com meu eterno amor.

Beijos

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Desague doce e calmamente nos braços e abraços do Mar, seu destino.

Parabéns, lindo poema!

Um beijo com carinho!!!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...se me permite vou colocar aqui um poema que termina como o seu...é um dos que mais gosto...
EU, FOLHA

ÀS VEZES QUERO SER FOLHA
PRA SER LEVADO PELO VENTO
SEM DESTINO, COLHENDO PAISAGENS
NUM BALANÇO SUAVE E SERENO
ATÉ POUSAR NUM RIO
E SEGUIR SEM PRESSA
AO ENCONTRO DO MAR

Boa semana para você e parabéns el sensibilidde...valeuuuu

tossan disse...

Sorte do mar! Bela poesia! Bj

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Juro que é vingança!!!
Só porque seu AO não lhe deu as três palavrinhas...
Acho que vou copiar seu poema e postar também! rs
beijos amiga e ótima semana

ocasodoacaso disse...

Você é ímpar.
Senti como se fosse o próprio rio, soberano e senhor de si.

Beijossss

D.Ramírez disse...

Espero que o mar estej aberto pra te dar, tudo que dará a ele..pq com tudo isso, você merece!

Besos

Simone Gois disse...

Belo e doce.
beijos

Francisco Sobreira disse...

De volta, cara Jacinta, para lhe dizer que já tem nova postagem no "Luzes". Um beijo.

Cecília disse...

Linda...

Adorei seu post, ficou maravilhoso!

Beijão

Tatiana disse...

Beijos repletos de carinho para vc!

Saudades!!!

Mai disse...

Oh! amiga-linda, que passa?
Por onde andas?
Sinto tua falta.

Recebe meu abraço terno.

Gilbamar disse...

É um texto muito lindo e bastante significativo, digno de alguém que tem o belo dom de conhecer a si mesma e sabe expor a própria alma com sinceridade.

Deixo meu fraterno abraço amigo.

MENSAGENS AO VENTO disse...

_____________________________

...que lindo!

Você tem um jeito muito próprio de versejar, que gosto muito...


Beijos de luz e o meu carinho!

________________________________

Adriano Caroso disse...

Que coisa linda Jacy! Uma ternura nas suas palavras, uma beleza plástica, poética, carnal. Não me surpreendo. A sutileza do seu talento maravilhoso e a simplicidade da complexidade dos seus textos é algo que admiro muito. Mais uma vez parabéns!

Opuntia disse...

Eu-lírico aquático! Lindo!
"Entrego-me ao mar." Sensual.

Bjos

renata disse...

Olá Jacinta, lindo o texto... Deus abençoe toda a agua do mundo...
abraços

jorge disse...

Como vai minha amiga campeã de visitas?
Após longo exílio no trabalho volto para ver essas águas que tanto gosto.
Estarei fora durante o Natal (tirei uma semana de folga).
Amanhã deixarei um último poema em meu Blog.
Não sei se te falei mas, na revista literária cronópios, tem um post com uma pequena coletânea capixaba que enviei com a Jô ( INTINERÁRIO DO SOL).
Dê uma olhada.
O "link" encontra-se no meu blog.

Um grande abraço e obrigado por sua companhia no último ano.

Jorge Elias Neto

Alex Sens disse...

Saudade do mar, Jacinta! Nossa, que saudade do mar... :)

Lindo fim de ano pra ti, querida. Beijão!

Eurico disse...

Quando voltas a postar? Volta logo, amiga!

Diego disse...

Sempre ao mar.

Mai disse...

Oi, linda amiga.

Voltei só prá te dizer que quero te achar.

Estou indo em tua direção, com desafios por encontrar, mas quero te encontrar.

Carinho.

Feliz natal!

Kátia Campos disse...

Muito lindo!!!!

Onde anda você???

Bj

Fernando Rozano disse...

o mar é tudo, Jacinta....e também é muito da tua poesia. beijo e felicidades.

Guru Martins disse...

...e se preciso for
por esse amor
és capaz de evaporar
se condensar
se atirar do precipício
se dividir
gotejar
espatifar
escorrer
empoçar
represar
encorpar
serpentear
se arrastar
lamber o chão
cavar
infiltra
se tornar um ser telúrico
entrar na toca
e por fim
a pororóca...

bj

Ana Lúcia. disse...

JáJá,
sou assim... sinto saudades das gargalhadas, das refeições anundantes, das palavras cativantes...
Beijãozinho.

F. Júnior disse...

a delicadeza que afoga o rochedo... isto é forte... e sábio!

Gilbamar disse...

Docemente sensível, a ternura exposta para conhecimento. É muito bom ser assim, é maravilhoso isso.

Você transparece magia e bem estar.

Feliz Natal com amor e paz.

Pipilo Cazuzete disse...

Linda poesia, belos presentes nos dá pelas postagens de seu blog. Parabéns!

Obs: O Beto esta sumido de tudo porque anda cheio de ocupações, mais acredito que hora dessas, assim como eu, ele retornará. Abraço querida.

Friendlyone disse...

Muito bonito, de verdade!!! Bonito mesmo.

Olha...

Estou agora em Londrina, e para você entender o significado desse texto para mim nesse momento, vou te contar...

Cheguei da rua, tomei um banho e lavei minhas roupas, pois odeio roupa suja em mala. Em meia hora estava tudo bem seco. Bem diferente de SP que de sol à chuva demora 1 hora. Mudanças exageradamente bruscas. Vai entender!

Abraço!