8.12.08

TRANSFORMANDO A LAMA

Trabalhando em equipe, elas passam os ingredientes de mão em mão, até compor a mesa para a festa de aniversário, com saborosos pães, bolo, doces e salgadinhos. Alheias à apreensão da coletividade, expressões e mímicas inocentes imitam personagens reais, com as quais convivem no dia-a-dia. Há magia, no lúdico contentamento, transformando a lama que ocupa a rua, depois do dilúvio.

29 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Ainda bem que após a tempestade sempre vem a bonanza...bela imagem, belo texto em que a esperança ganha cores diferentes do verde...boa terça para você...

Dauri Batisti disse...

Eis que de novo surge a Jacinta com sua sensibilidade para com os outros, as crianças, os que são mais assujeitados pelas intempéries da vida.

As flores azuis iluminaram o texto. Lindamente.

Admiro suas escolhas para ilustrar seus textos. Eu, por opção, destituo meus "poemas" de qualquer figura, de qualquer ilustração.

Um beijo.

Eurico disse...

E essa criança imensa que está por trás do texto, criança terna, criança e/terna...? É preciso ser como uma dessas crianças pra compreender e adentrar o Reino dos Céus...

Abraço fraterno e cada dia mais encantado com essa menina com nome de flor e de fé!

D.Ramírez disse...

Bonita essa visão de transformação...Muito mesmo.
Besitos

Tatiana disse...

E que assim seja sempre!!!

É sempre preciso fazer de tudo que nos chega algo melhor e mais proveitoso!

Lindíssima postagem, um belo incentivo a TODOS!

Beijos com meu carinho

Sieger disse...

Tenho uma teoria...
que o sol faz a lama evaporar!

Aline Christall disse...

Tá triste comigo ??? Não chegou seu e-mail... quero um pedaço de bolo e duas bolinhas de queijo se possível....

bjão

Crys disse...

Sensibilidade é o teu nome!

Demorei, mas cheguei, vim conhecer teu canto e já to encantada.
beijocas, querida!

Cecília disse...

Oiii, Jacinta!

Quer ir ao passeio também? Claro que pode, o passeio é para todos os participantes do AO, principalmente para os que estão esquecidos pelos seus AO e para o (a) meu (minha) AO, mas todos estão convidados!!!!

Beijo Grande!

Sergio disse...

Ola, Jacinta!

A esperança ainda brota...nasce...cresce..é eterna, nunca morre.

Um beijo

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi Amiga

Depois vou precisar dos seus serviços profissionais... quando acabar aquele AO achoq ue vou ter crises de abstinência!

beijo

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Até aqui o Eurico te galanteando!!!!!!

paula barros disse...

Me fez lembrar as formigas...

O trabalho em equipe é muito saudável, e traz bons resultados.

Embora os seres humanos ainda precisem aprender com os animais.

abraços

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Ainda bem que outro ciclo se inicia.

Poder viver outras emoções e repensar o que move as pessoas em situações extremas. Talvez possamos nos mover, juntos, sem ter sempre o mesmo motivo arrasador dessas extremidades da vida.

Que floresçam todas as flores desses jardins, porque a lama é alimento para elas.

Um beijo com carinho!!!

Carlinhos do Amparo disse...

Bom dia, Jaci. Fazia tempo que não vinha aqui. Tb meu compadre ta sumido lá pras bandas do AO. E, sem ele, vc sabe que nada faço, né?
Linda postagem.
Apareça lá no Sítio.
Beijo.

Beti Timm disse...

Jacinta,
não existe nada mais perfeito e completo, que a natureza. Todas as fases tem uma explicação e um objetivo.
Nada é em vão e tudo se resolve.

Amei o te cantinho!!
Beijinhos

tossan disse...

Este mundo de cooperativas é bem diferente do nosso. Abraço

Cris disse...

Soma de energias transformando a lama em esperança .A vida é mesmo um milagre, Jacinta.

Beijão.

JOICE WORM disse...

Olha lá o que encontrei em 28 de Abril deste ano...
http://opequenomilagre.blogspot.com/2008/04/reflexes-da-alma-inquieta.html

E só hoje é que lhe respondi... Hehe... Recordar é viver!

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...

Apesar de desinspirada, vim aqui te ler e agradecer pela ida ao Canto, querida, vá sempre que quiser, será um prazer. Sim, somos as criançonas do AO. Mas além do beijo quero, deixar um pouco da Cecília Meireles: "aprendi com a natureza a me deixar cortar e a voltar sempre inteira" (foi a imagem que o teu texto me trouxe), e desejos para uma boa noite e dias lndos.
;)

Ceci disse...

Jacinta, obrigada por visitar o Viver Melhor. Seu canto é um encanto, emana ternura nos textos, nas imagens, na disposição. Gostei muito. E essa Esperança que vc focaliza, gosto muito. Abraços da colega do AO 2008.

Sergio disse...

Ola, Jaci!

Acompanho na tv o ocorrido no sue Estado, e isso afeta justamente os direitos humanos, pois sao pessoas como essas e que falo em poder, que manipulam e fazem da Declaração Universal um lixo.
Mas, a sociedade tem qeu cobrar...pois eles possuem os direitos..ironicamente.

Um beijo

Mai disse...

Ah! Jacinta, eu fico maravilhada, mas não me surpreendes, porque sei, que ao vir aqui, terei sempre um espetáculos de imagens e palavras deitadas em doce leito.
És iluminada!

Carinho, sempre.

Guru Martins disse...

...superação,
superação,
su-pe-ra-ção...

bj

Mai disse...

jacinta-miga, por onde andas?
Tenho saudades de ti.

carinho.

Thiago disse...

vai entender...coisas da natureza!

renata disse...

Olá minha ciber amiga! as flores nos dando essa rica lição de matermos a pureza, a ética, a sabedoria mesmo tendo como meio que a circunda a lama.

seu blog sempre este jardim!!!!
abraço amigo
renata

Belle Rodrigues disse...

Adorei o seu cantinho e voltarei sempre!!!
Obrigada pela visita...
Sou a Belle do AO,