8.2.09

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. Irmão das coisas fugidias, não sinto gozo nem tormento. Atravesso noites e dias no vento. Se desmorono ou se edifico, se permaneço ou me desfaço, - não sei, não sei. Não sei se fico ou passo. Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada. E um dia sei que estarei mudo: - mais nada.
Cecília Meireles

8 comentários:

Tatiana disse...

Querida Jacinta...Passei para lhe desejar um belo Domingo!
Que seja muito...mas muito especial o seu dia!

Um abraço carinhoso

Mai disse...

Mas como Cecília Meireles, cantemos nós...

Escreve teu canto, Jacinta.
Escreve-te e a teus cantos, tuas alegrias ou tristezas, mas escreve, amiga.

Beijos.

Zeca disse...

Jacinta, fico sempre estasiado com minhas visitas ao Florescer. Os pequenos grandes textos e as belíssimas imagens me encantam. Gostaria de saber que flores são aquelas duas cujo lindo texto
termina com esta pérola "por hora, vou seguindo a trilha, e abrindo os caminhos."

Beijo, carinho.

Jens disse...

Belo, belo, belo.
(O Fagner musicou e também ficou legal).
Beijo.

Cris disse...

Oi, Jacinta,

Só vejo um furo nesse desabafo do poeta : "minha vida está completa!". Não, ela nunca está. Sobretudo para o poeta.

Beijo e boa semana, querida.

Eurico disse...

A canção é tudo. Seu ritmo, eterno. A vida está completa nesse volátil instante, no aqui e agora, em que sou e estou. E a completude é perceber que "o instante existe". Cantar é expressar a surpresa com o instante, o choque com o patente. Olho pra minhas mãos sobre o teclado: estou vivo! E canto porque o instante existe. A poesia é tudo!

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Ando meio preguiçoso, abrindo outros caminhos. Essa é a razão da ausência, leio, mas comentar é coisa séria, por isso apenas leio e não posto comentários rotineiramente.
Agradeço sua visita e comentário. saiba que gosto do seu canto e textos, sempre que posso visito.
Li seus textos anteriores e, como disse, gosto; são reflexivos e isso me instiga o pensar.
Não conheço muita coisa da Cecília Meireles, mas vou procurar me inteirar porque gostei do que li.

Um beijo com carinho!!!

acqua disse...

Caríssima, cá estou eu novamente a me deixar banhar com esse universo poético que você permite existir e nos alcançar. Cecília para uma segunda-feira faz a vida ser mais colorida. "Não sou alegre, nem sou triste"...
Belo...
Abraços meus uma linda semana pra ti...