11.4.10

ESCUTANDO-ME NO AZUL DO INFINITO

Foto: Ricardo Rocha (aqui)
Um assombro cataclismático, carregado de agonia, invade e estressa, congestionando os poros, contaminando de impurezas o sangue, o sangue estremecido entre o desencanto e a frustração, o sangue desorientado. Qual é a escolha? Para onde ir? Crateras lesionam o fluxo do viver em descasos acumulados ao longo do trajeto. Segue o corpo – perdido segue – segue em descompasso cardial suplicando energia e paciência para retomar.
...
Daqui, finalizando a semana de avalanches, subir é preciso porque é tempo de preparação para a grande festa. No caminho, sorrisos largos em rostos conhecidos amenizam o esforço e desfazem a ilusão de ameaças constantes. Tem gente com buscas semelhantes, constata. Todo o sistema está em alerta já que o momento é propício para a eliminação de toxinas. O olhar, voltado para o alto, agradece o cheiro que oxigena o corpo no passo apressado para o início do ritual. No alto, respiração ritmada e a tentativa de concentração nas músicas que se propõem alegres na 8ª da páscoa, mas o sentimento... Difícil não associar aquele penhasco sagrado, protegido, com verde por todos os lados e gente contente trilhando a sua estrada, com lugares vizinhos carregados com o perigo do despencar. E o pensamento voa...voa longe, para outros morros que não suportaram a era de fartura das águas. E, para não dizer que não falei do azul, elevo meu coração para o infinito. Escuto-me, confidenciando meu desejo de esperança, sabedoria, justiça e o equilíbrio necessário na ocupação dos espaços. Para Ele, faço a minha prece.

JacintaDantas

15 comentários:

paula barros disse...

Jacinta, é tão forte o que está escrito, que me passou tanta coisas pelo pensamento e pela emoção.

A vida externa e interna.

Eleve seu canto aos céus, emocione.

beijo

Claudinha ੴ disse...

Olá Jacinta!

Suas palavras tocam o coração, são fortes como já disse Paula Barros, são emocionadas e as metáforas nos comovem! Que lindo!
Um beijo!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Amém!!!
beijo

Ana Lúcia. disse...

É JáJá!
Que linda expressão do viver apesar das ausências presentes... Parece sem nexo,
parece poético,
mas é apenas a união da força das águas
com a união da solidariedade das lágrimas...
E é exatamente esse azul infinito, esse azul paz que traz a FÉ.
FÉ no amor,
na misericórdia divina!
O som das lágrimas é tão forte e pesado quanto o tom desenfrado das águas sem destino,
que em cascatas provocam desatinos.

Águas de dor,
águas de fraternidade,
planeta água
que antes era música
agora é uma triste e infinita realidade cruel...
Beijãozinho e parabéns pela capacidade de transformar a angústia numa leitura serena e plena!!

Glorinha L de Lion disse...

QUE BELEZA jACINTA! LINDAS E TOCANTES PALAVRAS CHEIAS DE VERDADE E SENTIMENTO...EMOÇÕES AZUIS, COM CERTEZA!
bEIJOS.

Osvaldo disse...

Oi, Jacinta;

Esta maravilhosa "crónica do infinito", mostra o quanto belo é ler o texto, refletir, reler e compreender. Aliás, há muito que a Jacinta nos habituou a um belo abstrato literário de alguém, como você, que brinca com as letras como uma criança brinca ao pião!...

Como hoje se festeja a Nossa Senhora da Penha, só para relembrar, em 1970 e 71, passei essas festas maravilhosas em Vila Velha e que saudades tenho desse tempo!...
É verdade,... já passaram 40 anos!!!.

bjs, Jacinta.
Osvaldo

Bordados e Retalhos disse...

Vc disse que nãi iria participar! Conseguiu programar. Adorei o texto. Bjs

Mai disse...

Em letras garrafais, teu texto diz tudo.
bjos, amiga.

Barbie Girl disse...

Jacinta

Bem expressivo esse post!
Que o azul entre em nossas almas!!

beijos

♥ "Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros" Ernesto Che Guevara ♥

Renata Bomfim disse...

Olá amiga Jacinta, é sempre uma alegria receber a sua visita no Letra e Fel! sempre passo por aqui também, para colher flores e imagens!!!
Olha, fique a vontade para usar a imagem, a beleza é dos pássaros e deve voar pela net...
beijos
renata

ps: vc vai ao encontro de escritoras na assembleia legislativa? seria uma boa oportunidade para nos conhecermos pessoalmente

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Que bonito Jacinto... me emocionou muito, e elevo meu pensamento junto com vc....a ELE!

Cecília disse...

É verdade, é dicotômico demais (e palhaço também, porque me faz rir a toa), olha quanta contradição?!?!?

Adorei o post, forte, inenso, tocou o coração, me emocionou...

Vai ser uma honra fazer parte da sua lista de blogues!

Beijos

Rozani disse...

Que profundo o que vc escreveu.Lindo!
Bjs,Rozani

Barbie Girl disse...

Oi querida

Para iluminar seu cantinho trouxe um lindo verso;

"Um Deus infinito pode se dar inteiro a cada um de seus filhos.
Ele não se distribui de modo que cada um tenha uma parte,
mas a cada um ele se dá inteiro, tão integralmente
como se não houvesse outros."
-A.W.Tozer

Luma Rosa disse...

Como uma prece desejando que todo o mal subtraia do nosso corpo e espírito e seja levado para bem longe, ao infinito! Enquanto lia, mentalizava tudo e foi um exercício! Obrigada mais uma vez! Na outra blogagem você me fez saber o nome de uma florzinha que tanto gosto! :=))) Beijus,