5.8.10




De repente o sol, que se recolhera o dia inteiro, aponta um raio que ilumina o meu campo de visão. Já é tempo de acordar.


JacintaDantas

10 comentários:

Mai disse...

Portanto os girassóis procuram a luz e por tanto você os faz florescer em seu canteiro.

que bom ler-te outra vez.
Adoro Girassóis


beijos, querida

Bordados e Retalhos disse...

Que bom que está de volta. Bjs

Paula Barros disse...

Acordar e florescer!

Perfumando, florindo, plantando emoção.

beijo

Claudinha ੴ disse...

Olá!
Que bom que já é tempo de sol, de manhã, de acordar!
Florescer é preciso!
Beijos!

Deia disse...

Que saudade de você por aqui! E girassóis, que coincidência!Um grande beijo, Deia.

Eurico disse...

Volta, amiga.
Eu estou voltando, vagarosamente, mas com a mente febril, quase delirante, rs.
Retomei meu romance intermináaaavel e, pior, estou trabalhando nele on line, sob os olhos dos leitores. Parece com aquelas construções, cheias de andaimes e telas verdes dependuradas. Assim é o meu romance.
Quer dar uma espiada na construção?
Está em fase alvenaria...rsrsrs
Clica em
http://luizeurico.blogspot.com

Estou meio constrangido de mostrar a obra inacabada. Mas não posso mais perder tempo...
Vou copiando e colando meus rascunhos e corrigindo on line. Sei lá! Foi o jeito que encontrei pra fechar esta gestalt... kkk

Carla disse...

Belo despertar!


Bjos!

Sissym disse...

Nossa, que imagem maravilhosa! Lindo seu blog!

meioambienteabertoleiseabusos.blogspot.com disse...

Dizem que existia no céu uma estrelinha tão apaixonada pelo Sol que era a primeira a aparecer de tardinha, antes que ele se escondesse.
E toda vez que o Sol se punha ela chorava lágrimas de chuva.
A Lua falava com a estrelinha que assim não podia ser. Que a estrela nasceu para brilhar à noite e que não tinha sentido esse amor.
Mas a estrelinha amava cada raio de sol como se fosse a única luz de sua vida. Esquecia até sua própria luzinha.
Um dia ela foi falar com o Rei dos Ventos para pedir a sua ajuda, pois queria ficar olhando o Sol, sentindo o seu calor eternamente.
O Rei dos Ventos disse que seu sonho era impossível, a não ser que ela abandonasse o céu e fosse morar na Terra, deixando de ser estrela.
A estrelinha não pensou duas vezes: virou uma estrela cadente e caiu na Terra em forma de semente.
O Rei dos Ventos plantou esta sementinha com muito carinho e regou com as mais lindas chuvas.
A sementinha virou planta. As suas pétalas foram se abrindo, girando devagarinho, seguindo o giro do Sol no Céu.
É por isso que os girassóis até hoje explodem seu amor em lindas pétalas amarelas.
A lenda do Girasol: abraços o Blog esta muito bom

meioambienteabertoleiseabusos.blogspot.com disse...

Oi Mai! Apesar de sermos políticos em nosso cotidiano, “essa política profissional não me engana”, essa gente é muito pretensiosa, Dilma, Serra e outros tantos, são verdadeiros blefes, fico com a nossa Marina, mulher de brio, fibra e não se deixa levar por gente corrupta, sei que ela foi muito assediada pelo “branco de neve e sua nave de corrupção, um abraço e continuo te seguindo.