29.9.10

ENTRE O DITO E O NÃO DITO... Foto: cantodaternura

Por uma fresta, olhava seu sofrimento sem entender nem aceitar. Inquietava-me a constatação de que, nos seus momentos de (des) orientação, ele cantava e convidava-me para cantar. E éramos Nós, no desenrolar dos nós... e, no sussurro, a certeza de que é preciso um quê a mais que oriente o coração. Interface entre mim e ele, entre o dito e o não dito, ela nos escolheu e nos acolheu e se fez parte, num repertório, com temas religiosos e sertanejos de raiz, acariciando aquele corpo fragilizado que correspondia escutando e rendendo-se ao encantamento que a música lhe proporcionava na alma.
E, então, já não éramos nós. Era ele, somente ele, em Alma-música-corpo, harmonizando-se na dança que prepara o Ser para a travessia.

Minha participação na postagem coletiva proposta pelo Espaço Aberto

 JacintaDantas

23 comentários:

Madalena Barranco disse...

Jacinta querida!!

A música às vezes se "incorpora" tanto em nosso ser que podemos, inclusive, sentir que cantamos em vez de falar... Que lindo post!

Beijos, com carinho.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida Jacinta
Que bela mensagem nos deixa nessa Coletiva. Muito obrigada.
Recortei para guardar,com muito carinho,da sua colabroração e da iniciativa do Espaço Aberto:
-"a certeza de que é preciso um quê a mais que oriente o coração"...
"escutando e rendendo-se ao encantamento que a música lhe proporcionava na alma.
Como gosto de música também, sabe???
Tenha ótima semana de paz!!!
Abraços fraternais

Bordados e Retalhos disse...

Achei lindo! Li, vendo as imagens passarem na minha frente: vc cantando, o corpo dele fragilizado e a música diminuindo a dor e unindo mais e mais pai e filha. No final da leitura, um nó na garganta, saudade e lágrimas, não de tristeza, mas de emoção

Blog da Anabela Jardim disse...

A música torna a alma mais leve!

orvalho do ceu disse...

CONVITE VIP
Olá, Jacinta querida
Passa amanhã em meu Blog... dia 01/10... a partir das 10h... e não teremos hora para acabar a festividade...
Oferecei um coquetel de 7 botões de rosa orvalhada...
Não falte, vai me fazer MUITO feliz e desejo fazer-lhe também.
Abraços fraternais

http://espiritual-idade.blogspot.com/

Eurico disse...

Que suave travessia...
A música é um lenitivo de todos os momentos.

Abç cordial

guru martins disse...

...querida
fique à vontade
quanto aos meus textos
teu espaço
é uma galeria de arte...

bj

Mai disse...

As vezes a música nos adentra a alma e levitamos, saimos do ar.

beijos

Carla disse...

Às vezes o não dito diz muito mais...


Bjos

Tatiana disse...

Oi Jacinta... eu li o seu recado em meu blog.
Mas quando você me informou a data limite já havia expirado o que impossibilitou a colocação do link da sua postagem.
O programa após ser programado, não aceita mais links.
De toda forma...Saiba que nos sentimos honrados com a sua participação.
Você é e sempre será bem vinda a tudo o que fizermos.
Inclusive faço um convite para que nos dê a honra de uma postagem para o blog.
Escolha o assunto, a imagem e me envie para que eu organize na agenda do blog.
umblogparatodos@yahoo.com.br
Não deixe de nos enviar uma mini biografia também.
Um abraço carinhoso

Zeca disse...

Oi, Jajá!

Ainda não estou de volta! Apenas utilizei aquele espaço como mais um para externar a angústia e o medo que me corroem a alma! Às vezes passo por aqui; silencioso como uma brisa leve, sem fazer barulho e sem movimentar as folhas. Venho apenas alimentar-me com tuas lindas palavras e sentir o doce aroma das tuas flores.

Beijos.

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Perdão, minha amiga, pela ausência
É que ainda estou "em prova" e não passei de ano na avaliação de Deus.
Linda essa postagem coletiva!
Saudade daqui, seus escritos, sua sabedoria.
um grande beijo

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...a Tatina te explicou o ocorrido né, uma pena, sua postagem ficou muito bonita e muitas pesoas não puderam compartilhar...espero que nos dê a honra de sua presença lá no Espaço e dessa vez participando como convidada para uma postagem...
Linda mensagem...
Um abraço na alma
beijo

orvalho do ceu disse...

Olá, querida amiga
Hoje passo pra agradecer sua presença em meu coquetel virtual.
Obrigada de coração...
Vamos nos encontrar na semana que vem?
Combina com a Gi... deve ser na quarta, dia 13... Queria tanto que vc fosse, querida!
Abraços fraternos e o meu carinho de sempre.

Claudinha ੴ disse...

Existem momentos que são únicos e foram eternizados pela canção. Vejo que este foi muiíssimo especial.
Um beijo!

Tatiana disse...

Desejo que a música do amor toque sempre em seu belo coração!
Beijos com meu carinho

Luis Eustáquio Soares disse...

jacinta, sempre florescendo, como uma inacabada privamera, que insiste e persiste, em cada letra garatuja de seu porvir escritural, sementes de entes de-mentes de ventres nascentes.
b
luis de la mancha

dade amorim disse...

Música, poema sonoro, abre espaços de que nem suspeitávamos.
Beijo, Jacinta.

orvalho do ceu disse...

Oi,querida Jacinta
Com muita correria, há 15 dias fora, viajando pra cá e pra lá, chego cheia de saudade dos amigos... Como está vc, amiga? Vamos marcar bem direitinho pra nos encontrarmos em dezembro, falei ontem daí com a Giovanna que vai manter contato com vc, tá?
Tomara que esteja muito bem!
Abraços fraternais com meu carinho.

Tatiana disse...

Estou sentindo falta da sua presença!
Espero que tudo esteja bem e que possamos em breve nos encontrar nesses caminhos floridos e virtuais!

Beijos

Ilaine disse...

Ah, que maravilhoso. Que belíssimos acordes se formam neste texto-ritmo-poesia. Parabéns, linda escritora. Beijo

John Doe disse...

Gostei, é muito legal participar de postagens assim, eu mesmo tem tempo que não faço nada parecido...

Maria Paula Alvim disse...

Alguém já disse que a música é o bálsamo da alma. Lindo texto, Jacinta. Abraços.