29.3.08

VIDA

Na sequência dos dias

sol e lua

dia e noite...noite e dia

vida

No círculo do existir...

alvorecer e crepúsculo são maravilhas

no coração que se faz aberto para o viver

24 comentários:

Francisco Sobreira disse...

É, Jacinta, o que é belo, mesmo sendo visto todo dia, não nos cansa, não vira rotina. O crepúsculo é uma obra de arte criada pela natureza. Um abraço.

Mary disse...

"no coração que se faz aberto para o viver" o ciclo se torna muito mais lindo do que já é...
sou uma pessoa feliz por reconhecer a beleza de cada ciclo!
Bjinhos e ótimo domingo.
;)

Luci disse...

Coração aberto é a prórpia vida, Jacinta. Você, com seu olhar colorido sempre, tão cheia de vida.

Adoro te ler... pena que nos últimos dias o tempo foi cruel comigo!

Bjo,

Luci:)))

Luci disse...

Coração aberto é a prórpia vida, Jacinta. Você, com seu olhar colorido sempre, tão cheia de vida.

Adoro te ler... pena que nos últimos dias o tempo foi cruel comigo!

Bjo,

Luci:)))

Dauri Batisti disse...

Coração que se faz aberto para o viver. Despertar para isso é lindo.

Célia de Lima disse...

Olhar de ver, coração de sentir! Tudo tem o seu papel de bem nas nossas vidas, especialmente os bens da natureza! Essas suas palavrinhas encantadas tb.. fazem maravilhas!:-) Beijos, bom domingo, Jacinta.

Madalena Barranco disse...

Jacinta, querida, o ciclo da vida palpita entre um verso de dia e outro de noite. Linda mensagem! Beijos, com carinho.

nuvem disse...

As tuas palavras são como flores a desabrochar num belo jardim. Lindo.

Beijos

Zeca disse...

Jacinta,

com o "coração que se faz aberto para o viver" criamos um círculo mágico que transforma nossa vida, independente de ser dia ou noite, num espetáculo digno de qualquer alvorecer ou crepúsculo, com todas as cores, sons e aromas que compõem a própria existência.

Beijos.

F. S. Júnior disse...

e o engraçado que a gente nunca sabe onde começa e nem termina um ou outro... ficou lindo.

Vieira Calado disse...

Na verdade,
a Lua também se vê de dia.
E o Sol aparece à meia-noite,
lá para as bandas do Norte.
É como uma comunhão de claridade.
Beijinhos

Ana Pérola Pacheco disse...

Caraca, eu esqueci do blog completamente!! Mas vim aqui te agradecer, viu?
O seu tb... pura poesia. Lindo!!! Vou favoritar!!!!
Em breve postarei mais coisas lá... fique de olho.

Boa semana para vc.

Loba disse...

a beleza deste ciclo é indiscutível... mas grande parte dela está nos olhos de quem vê.
beijo moça

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Jacinta querida
É isso: coração que se faz aberto para o viver...
Como disse o Pequeno Príncipe: a gente corre o risco de sofrer quando se deixa cativar, mas se não somos cativados, como conhecer esse sentimento?
Então vamos correr riscos...
Estou partindo quinta... assim que der dou notícias.
beijos

Gi disse...

Bela a forma como dás "forma" ao ciclo da vida.

Deixo um beijo e saudades :)

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Querida
Algumas pessoas chamariam de coincidência, ou acaso... prefiro dizer que foi nossas almas conversando.
grande beijo

Fernando Rozano disse...

a vida cumprindo o seu ciclo, generosa e sensível. basta sentir. abraços.

RaissaCards disse...

Brigadinha pela visita e pelo comentário.
Lindo aqui tbm.
Fiz um novo poste, passa lá e dá uma olhadinha.
RaíssaCards.

Falando de Amor disse...

Bom passar por teu cantinho e desfrutar de tuas postagens maravilhosas...abraço poético!

Adriano Caroso disse...

Belas palavras. Me fez lembrar de uma cançaõ que gosto muito:

Noite Sem Luar
(Godofredo Guedes)

Vi no horizonte azul
A tarde desmaiar
E a noite aproximar
Enchendo de tristeza
A solidão do mar
Roubando à natureza
A luz crepuscular

E, a sós no meu jardim
Cismava, a divisar
Na noite sem luar
A vela que singrando
O oceano imenso
Levava para além
O meu querido bem

Foi que então veio a saudade
E eu chorei
Depois, com lágrimas nos olhos
Eu jurei
Jamais prender-me por amor
No cárcere cruel da dor

Layla Lauar disse...

Entre um alvorecer e outro, vivo intensamente as 24horas, sem pensar nas próximas...

Lindo poema!

beijos

VeraBasile disse...

Lindo Jacinta!!
É isso.. Abrir o coração para a vida! Adorei!
bjos

eder ribeiro disse...

sentir o amanhecer e o anoitecer é voltar-se para si e ver o qto de deus há em nós, é vida. bjos.

Germano V. Xavier disse...

Se a gente abrir o coração é capaz do coração das coisas entrar na gente e tornar o corpo uma caixa de amor...

Abraços, minha querida!

Germano
Aparece...