16.4.08

RECONHEÇO-ME

Clique de Antonio H Toia

Cuidando das articulações faciais
volto à primeira infância
Reconheço-me diafragma, pulmões, brônquios...
Reconheço-ME
Busco o equilíbrio descobrindo no todo a parte que me revela:
É a vida no corpo que vive a vida

31 comentários:

Adriano Caroso disse...

É impressionante como você consegue dizer tudo com tão poucas palavras. Sou seu fã! Muito fã!

Adriano Caroso disse...

Quem disse que baiano é devagar? Isso é uma grande mentira. Já ouviu uma piada, sem graça por sinal, que fala de um casal de baianos conversando? O marido fala pra mulher? - Meu bem tem remédio pra mordida de tartaruga aqui? - Porque bem alguma te mordeu? -Não, mas tá vindo uma ali!
Muitos beijos!

ocasodoacaso disse...

Percebi como se nos esquecessemos de quem somos, como se fossemos invadidos por um algo desconhecido mas que não nos permite viver plenamente.

Sentir a vida é o principal.
Senti-la para poder vivê-la!

Lunna Montez'zinny disse...

A primeira infância e seus significados - suas ilusões... Podemos ser o que somos ou ser ainda mais porque somos libertos e depois nos brindam com correntes aos pés.
Abraços meus

Poetisa da Alma disse...

Nesse "Reconhecimento" tão preciso em muitas fases da vida...nós vamos (re)aprendendo a viver!
Aqui sempre me encanta!
Abraço carinhoso e um dia de dádivas para vc!

Eurico disse...

Volto ao teu oásis, Jacinta, na certeza de que sempre saio daqui mais leve, mais humano. Reconheço-me aqui. Identifico-me. Enterneço-me.
Abraçamigo e fraterno.

Fernando Rozano disse...

essencialidade sensível, direta e de um conteúdo imenso. texto magnífico. abraços.

JOICE WORM disse...

Não há dúvida que todo corpo muda.
Mas com ele, vamos aprendendo a nos amar diferente: "Eu me amo, eu me adoro, eu não consigo viver sem mim"... (Já lhe respondi ao coment do "Meu desejo..."). Beijosssssss

John Doe disse...

eu me desconheço por completo e acho que nunca me conheci de verdade...

vivo a vida sem sonhos e sem pretenções não por que quero, mas por que não sei como fazer de outra forma...

Moacy Cirne disse...

Jacinta: é importante RECONHECER-SE. Sobretudo através da escrita poética. Um beijo.

Paulo Vilmar disse...

Jacinta!
o tempo acaba fazendo nos esquecermos da importância da simplicidade! Aos poucos vamos entendendo!
Beijos e bom fim de semana!

benechaves disse...

Oi, oi!

Que bom quando uma pessoa reconhece-se a si mesma, hein? É a vida de todos nós.
Um ótimo final de semana e um feriado melhor ainda.

Beijos reconhecidos...

Jorge Elias disse...

Jacinta,

Segue convite para "Verdes versos":

Aliança Francesa
25-04 (sexta-feira)
19horas

Abraços,

Jorge Elias

Ilaine disse...

Jacinta!

Buscar o equilíbrio e descobrir-se, encontrar-se. Outra vez, belíssimo.

Maravilhoso vir aqui. Tua escrita sempre tão reveladora, tão profunda.

bj

Alex Sens disse...

Sempre um suspiro por aqui, do verdadeiro e do doce :)

Beijos, Jacinta!

Disguiser disse...

Que lindo está seu jardim Jacinta! Tempo de criança e ar puro, hoje fico por aqui...

beijos

Leila Lopes disse...

Uma veradeira estação de cor aqui em seu canto, querida,
obrigada pela presença carinhosa.

Conheça também o
www.diversos-afins.blogspot.com

Layla Lauar disse...

Que lindo amiga... nem vou dizer nada, só para sair daqui apenas com o som das suas palavras. Estou encantada, mais uma vez.

beijos

Friendlyone disse...

Reconhecer-se... Se eu consigo fazer isso será que continuo a escrever?

* hemisfério norte disse...

q bonito!!!!!
lindo mesmo
beijinhos
http://miniminimos.blogspot.com/

Dauri Batisti disse...

Jacinta, o essapalavra destaca hoje, 19/04 o blog florescer

Luis Eustáquio Soares disse...

é a vida no corpo que vive a vida, belo jogo especular, tal que temos o corpalma de uma palma, palmeira na paisagem da respiração.
b
e te convido a outra leitura
luis de la mancha.

Zeca disse...

REconhecer

REflorescer.

Lindo isso! Muito!

Beijos.

eder ribeiro disse...

Querida Jacinta quanta sutileza em se vendo no todo se achar espargido em pedaços, e a completude que se consegue vivendo. Belo. Bjos.

Elcio Tuiribepi disse...

A primeira impressão que me vem é a de um sorriso infantil, com pedaços de alegrias e felicidades que permanecem no coração da gente, em nossa memórias, sei lá, mas senti assim a expressão..."articulações facias volto a primeira infância"..."no todo a parte que me revela"...leia "Fragmentos" coincidência com a que postei...bom final de semana, um abraço...

Sérgio Luyz Rocha disse...

Reconhecer-se...às vezes, nem no espelho...
Que bela proposta de reflexão: reconhecer-se...antes flagrar-se...
Vim agradecer-te a visita lá na minha trama e acabei surpreendido por um espaço tão bem cuidado e criativo...
Volto sempre!!
Bjs!!

Claudinha disse...

Reconhecer-se é importante, seja na anatomia do corpo ou das palavras e ainda dos sentimentos... Parabéns pela escrita! Beijos!

Francisco Dantas disse...

Menina, como você é boa. Em poucas palavras, você diz tudo. É a magia da poesia, com certeza. Um beijo é mais do que beijos. Um beijo.

Carol disse...

Jacinta...
Obrigada pela sua visita ao meu blog.
Seja bem binda e volte quando quiser.

Adorei seus textos, são muito bons !!

Madalena Barranco disse...

A vida emerge a cada momento e muitas vezes, querida Jacinta, a deixamos passar sem conversar com ela... Beijos.

Luci disse...

"é a vida no corpo que vive a vida".

Assim me sinto deveras...
Me sinto vida em um corpo.
Amo o corpo e reconheço-me nele.
Mas sei que nao ou sou.
Apenas vivo nele...

Bjo,

Luci:)))