22.4.08

SOMOS TERRA

Sou nada, sou tudo. Sou cheiro, sou água, Sou terra molhada. Do todo, Sou um pedaço, curtido pelo tempo que se renova e se recria. Sou Mulher, irmã da lua, filha da terra que me faz Ser. Sou corpo, morada do universo, morrendo e renascendo, e quando não mais for, ainda assim continuarei a ser em suas entranhas. Nela, vejo-me imagem, perfume e leveza do barro e do sopro que me constitui. Faço-me Terra, enamorada do sol que se reluz molhada e se faz linda, fecunda, prenhe da imensidão em forma feminina, geradora de vidas vividas em seu seio, solo de lutas e disputas, ambição, servidão, Redenção. Para Ela, Gaia mãe, guardiã das vidas que ainda virão, retornarei. Agora, não mais sou, Somos, Ela e eu, o que nos torna planta-animais-humanos. Somos Terra.

28 comentários:

Beto Matos disse...

"Sou todos os homens e não sou nenhum deles, por isso sou um Deus"
Talvez tenha sido a única coisa poética dita por Calígula (que horror).
Mas, lembrei-me disso ao ler o texto que, aliás, está lindooooooooooooooooo.
Beijo!

Paulo Vilmar disse...

Jacinta!
Lembrei-me da terra vermelha de minha infância e me vi, feito barro, terracota, e...
Texto lindíssimo!
Beijos.

Lunna Montez'zinny disse...

Somos o que somos graças a Gaia. Adorei suas palavras cara mia. Sabe? Minha mesa fica de frente para o meu jardim no fundo de casa onde tem uma jabuticabeira, uma mexeriqueira e outras plantinhas que eu adoro, inclusive um pé de café que ganhamos de presente da mãe do mio amore. Adoro olhar essa paisagem banhada pelos raios de sol e pelas gotas prateadas da chuva. É como olhar para o meu próprio continente, não sei se entende? Mas é assim que sinto e sempre que me dedico a cuidar do meu jardim, fico pensando que todos nós podemos fazer um pouquinho e já será o suficiente, mas tem tantos que não fazem absolutamente nada. Espero que não acordem tarde demais.

Ps. Grata e enternecida pelo seu carinho para com o Acqua, aquele pedacinho de mim. Abraços mil e desejos coloridos de um lindo dia pra ti...

Ilaine disse...

Somos terra!

Maravilhoso post, Jacinta. Texto e foto: uma unidade. Mãos em forma de concha, protegendo Terra. Poesia para a deusa. Lindo!

Bj

Layla Lauar disse...

Que linda prosa poética, se todos respeitassem Gaia, a mãe terra, viveríamos em melhores condições.

Como lamento morar hoje em apartamento, sinto muitas saudades do tempo que, asism como você, comungava com a natureza, sentia o cheiro da terra.

Todos os aplausos para você jacinta.

Beijos

Alex Sens disse...

Somos todos, Jacinta! Muito verdadeiro e belo.

Beijos!

benechaves disse...

Uma espécie de monólogo onde o foco principal é a Natureza. E, ao mesmo tempo, um grito sobre sermos algo no nosso Planeta.

Um beijo de terra...

Loba disse...

que texto lindo! pura poesia tecendo o manto de proteção à mãe-terra! uma bela escolha de imagem tb, moça! o post ficou maravilhoso.
beijocas

Adriano Caroso disse...

A profundidade dos seus textos é uma coisa absurda, nos leva juntos com você em lugares indescritíveis. Maravilhoso!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...nossa, muito bacana, se definir assim...
Sou nada, sou tudo. Sou cheiro, sou água, Sou terra molhada...tenho um poema chamado "Eu, poema...e ao ler o seu foi a primeira coisa que me veio na mente...vou deixar aqui um pedacinho...bjo...boa quinta para você...


SOU UM POUCO DE TUDO
SOU UM RASO TÃO FUNDO
SOU IMENSO E INTENSO
SOU VAZIO, SOU DENSO
SOU DO MUNDO POEMA
SOU DE VERSOS REVERSOS
SOU ESPAÇO DE SOBRA
SOU A SOBRA DA FESTA
SOU A LUZ QUE AINDA RESTA

Plinio Uhl disse...

Você deixou um comentário lá no blog falando da vontade de ver o trabalho de outra pessoa dar certo. Não é que abro o seu blog e vejo a resposta bem aqui.

Somos.

Bjuz

*andorinharos@ disse...

Ah...mas que saudade estava de pousar por aqui. Que texto lindo! Somos terra sim. barro moldado por mãos divinas, árvores que caminham. Que prazer bom! um beijo e um lindo final de semana pra ti.

Mary disse...

Somos a vida do planeta, junto com os outros elementos que ele nos dá... Somos os responsáveis pela harmonia. Somos deuses, somos homens...
Adorei.
Um beijão!
;)

Carlinhos do Amparo disse...

Um dos posts mais belos q vi na net.
Parabéns, Jacinta!

Eurico disse...

Estamos na mesma sintonia. Estou maravilhado com teu post. Muito, muito bonito.
Abraçamigo e fraterno.

John Doe disse...

Não sei se por que estou lendo arthur e os minimoys(leitura bem bacaninha) senti bem o texto, é interessante interagir com a natureza e vermos que temos mais em comum com ela do que com os que são como nóss... afinal somos terra, viemos dela e um dia pra ela voltaremos...

Yuri Assis disse...

a vida pulsa sob qualquer forma
assim como pulsa um coração

abração, jacinta!

F. S. Júnior disse...

esta idéia de ser terra é tão profunda, pois toda vida brota dela, o que sustenta a vida tbm, quando não brota está escondido nas suas entranhas... o sentido de ter o universo dentro de nós é outra coisa bem legal, pois é o sentido da eternidade, que se contrapóe com o sentido de vazio dentro de nós... beijos

Luc's. disse...

Sim, o "Entre Aspas", estou sempre por lá. Valeu a visita no c.Oca, volte sempre e tome um café.

bj,
Lucas.

Zeca disse...

Lindo demais, Jacinta!

Afinal, todos somos filhos da Terra, moldados e animados pelo sopro divino. Um dia, a ela retornaremos para (quem diria?) fecundá-la e transformá-la em novos filhos.

Beijos.

Nanda Nascimento disse...

Fazer parte desta imensidão e usufruir os prazeres desta Terra é o bem maior que Deus nos deu.

Beijos e flores!!

Fernando Rozano disse...

ser, um verbo a ser conjugado. extraordinário post. abraços.

Espartilho de Eme disse...

Que mão que me tem por dentro em concha! Adorei seu blog e obrigada por visitar a minha (nossa) casa. Um abraço,Maria Maria

Marcelo Martins disse...

Todos fazemos parte da natureza.
O problema é que o homem acha que está acima disso, e não está...
Somos apenas parte de um todo universal. Daí a necessidade de respeitarmos nosso meio e as pessoas que nos cercam ou não...

Beijinhos.

JOICE WORM disse...

Sou! Mas quem não é?...
Somos todos, tudo o que descrevestes nesta poesia maravilhosa em forma de texto.
Um beijo grande!

Lyra disse...

Olá, bom dia,

Passei por aqui só para desejar em excelente fim de semana e deixar um beijinho grande.

Voltarei na segunda-feira para te ler. Até breve.

;O)

eder ribeiro disse...

Jacinta querida amiga que coisa mais deliciosa de se ler. Adorei te ler assim, que seja sempre assim. Um beijo do tamanho da terra para ti e um maravilhoso fim de semana.

Gi disse...

sou agnóstica, a escolher um deus, seria no feminino. Ela, a Terra, mãe de todas as coisas, sinónimo de vida e de amor . venero-a á minha maneira, cuidando dela para gerações vindouras.

Um beijo grande. gostei muito de ler a tua prosa que escorre tanto para a poética ...