18.10.08

Foto: fotoblog uol
BRINCANDO COM AS CORES(II)

NO TERNO AMARELO DA FLOR

Abrindo a janela, respiro o frescor dos pingos de chuva, o cheiro de terra fecunda, a beleza do fim de tarde nublada e percebo o seu olhar, radiante, aliviando minha ansiedade. Por trás da grade que distorce a fachada e amortece o medo, admiro suas folhas em galhos audaciosos, que se arriscam, na abertura de possibilidades, e avançam, fundindo-se às minhas ramificações nervosas no movimento da dourada comunicação. Contemplo seu jeito livre, esparramado pelas paredes, devolvendo toda a intensidade da luz que recebe: uma troca gostosa que me faz reverenciar a vida pelo pulsar que aproxima as várias formas do viver.

...E ela, generosa, acolhe-me com alegria e, em harmonia com o lugar que ocupa no mundo, toca em seus sinos a canção do amor fraterno, e se oferece em beleza, no terno amarelo da flor que desabrocha em sorrisos e responde pelo nome Alamanda.

15 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Oi jacinta...que bonito hein!! Gostei muito do final, e senti de certa forma uma interação entre as palavras, sei lá...parece uma rima não procurada...espontânea...parabéns e obrigado pela visita. Bom fds...bjo

Mary disse...

Tão doces tuas apalvras ao descrever uma natureza tão singela como essa!
Adoro a paz que sinto ao te ler.
Bjinhos.

eder ribeiro disse...

é nisso que está a beleza da vida, vê-la por este prisma, vê-la por estas cores por mais que tentam pintá-la de cinza, e vc com os seus posts nos deixa mais coloridos. bjos carinhosos.

Alex Sens disse...

Jacinta, você nos passa ótimas sensações. Delícia pra esse dia cinza e deliciosamente chuvoso :)

Beijo.

adelaide amorim disse...

convivi com elas durante muitos anos
têm um tom perfeito e são cheias de vida
preferidas de grandes lagartas
coloridas
:)
beijo pra você

Osvaldo disse...

Oi, Jacinta;
Para quando um livro de um conjunto de tantas coisas lindas que você escreve e nos embala neste mundo de ternura poética ?!...
É lindo o que e como, você escreve.
bjs

tossan disse...

Nada como uma flor e uma poesia linda suave para iniciar um domingo . Obrigado. Este album está no meu blog. Bj

Germano Xavier disse...

Sinais de vida, Jacinta.
Sinais de dia bom e luz boa.
"Estrada de fazer o sonho acontecer..."

Um carinho.
Continuemos...

Opuntia disse...

Que bela declaração de amor a essa bela flor amarela!

Bjo

Dauri Batisti disse...

O contto com a natureza sempre revigora. O contato com as letras também. Você sempre faz uma bonita composição com flores e palavras.
Bom fim de domingo.

Mariana disse...

Oi Jacinta...
Não há nada tão reconfortante como a natureza, faz-nos perceber que no mundo há coisas tão maravilhosas que não podemos deixar de o contemplar. Estas tuas palavras traduzem a harmonia da natureza e fazem-nos pensar nas coisas boas da vida.
Beijos para ti e espero que visites o meu blog em www.desencontrosbymaryana.blogspot.com

f@ disse...

Brilho do texto no amarelo da flor...
Simples a natureza comparada com a vida...

Beijinhos das nuvens

acqua disse...

Queria que muitos outros tivessem seus olhos e sua sensibilidade. Perfeita descrição. Abraços meus e desejos de uma linda semana...

Layla Lauar disse...

coisa mais linda..uma flor que desabrocha em sorrisos.adorei este texto! conheecia a flor mas não sabia como chamá-la, agora já sei, quem sabe ela ouvindo seu nome sorria pra mim também!

beijos querida...

JOICE WORM disse...

Aqui deixo-te um beijo para tantos escritos gentis à natureza...
Bem Haja!