21.2.09

PARA ONDE VAIS?

Onde estás, menino? Em qual mundo estabeleces tuas referências? Onde estás, jovem, que tantos anos esperei Ser para dividir sonhos e realizações? Para quê iniciar tantas coisas e não prosseguir coisa alguma? De onde vem a pessoa desconhecida nesse teu corpo que tu acreditas ser mais bonito que todos e dono do mundo? Para quê essa fala agitada, repetidas vezes, agressiva, contrastando com minha pausada voz e minha ojeriza a gritos que ofendem minhas pregas vocais? O que te faz repudiar a vida que podes ter e te faz trilhar caminhos confusos, buscando o que te pareces fácil, mas que sabemos ser irreal, absurdo e perigoso? Porque não te dás conta das perdas que tu sofres? Ô rapaz! Em que momento erramos e contribuímos para que formastes essa personalidade esquisita? Para quê te confundes e não me deixas entender nem aceitar que sejas assim?
...
Para onde vais, meu irmão querido?

17 comentários:

John Doe disse...

Lindo menina, lindo texto, do inicio ao fim, intenso a cada palavra...

Mai disse...

Ontem estive aqui e li algo belo.
Hoje, ainda mais.

Segue teus exercícios e tua escrita.
Elabora tua beleza na beleza dos teus textos e mais ainda se renovará em ti, beleza de alma e de escrita.

Carinho, amiga.

Mai

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA JACINTA, ADORO A TUA ESCRITA AMIGA!!!
UM BOM FIM DE SEMANA E DEIXO-TE UM GRANDE ABRAÇO,
FERNANDINHA

€sterança disse...

Oi Jacinta!


Estou passando nos blogues amigos para convidá-los a participar da Blogagem Coletiva sobre “INCLUSÃO SOCIAL” que acontecerá no próximo dia 09/03/2009.

Ficarei muito feliz de poder contar com sua participação!
Se for participar, por gentileza, deixe um recado no blog Esterança.

Desde já, muito grata!

Ester

Guru Martins disse...

...a insanidade
da adolescência
é a insanidade da vida
independênte da idade
os desintegrados estão
mais próximos dela
do que os "certinhos"
"quem falou
que a vida é justa
não sabe
que a vida é só vida
e não cabe conotação moral"

bj

Francisco Sobreira disse...

Jacinta,
O que mais me agradou no seu texto foi a sinceridade, o desnudamento dos seus sentimentos para com alguém do seu sangue, sobretudo o amor que revela por ele, apesar da contundência (ou por isso mesmo) com que as suas palavras lhe são dirigidas. Bom, forte e comovente. Um beijo. P.S. - Perdoe a minha curiosidade:o recém-nascido da foto é você?

ParadoXos disse...

um texto de uma fineza e transparência exemplar - ímpar!!
sinceramente, gostei!
abraços

Alice disse...

Oi minha linda.... suas palavras levam meus pensamentos a outros lugares... vc é um encanto !

beijos no seu coração

Zeca disse...

Jacinta,

tantas dúvidas girando pela vida e se transformando em reflexões e questionamentos e, novamente em outras dúvidas... num lindo texto.

Beijos.

Germano Xavier disse...

A pergunta é:

Para onde iremos?

Um carinho, Jacinta.
Continuemos...

Cris disse...

Oi, linda,

O aprendizado é individual. Para muitos, cheio de dor, para outros, na forma de amor. Cada ser encontrará sua maneira de crescer, ou deixará para a vida fazê-lo.
Acalme-se.

Grande beijo.

Opuntia disse...

Qual é o caminho certo? Precisamos descobrir juntos. O q não vale é deixar um este querido seguir sozinho.

Jo Bittencourt disse...

errâncias errâncias os caminhos são con fusos...



Jacinta, beijocas!

renata disse...

Olá jacinta, minha amiga dona de um florido jardim virtual!!!
seu texto expressa uma angústia e errância próprios da contemporaneidade, é um apelo à consciencia maior,a irmandade, realmente comovente e muito poético.
beijos
O blog está bem bonito e ecológico..
renata

Cherry disse...

Jacinta,
isso tudo é coisa da onipresença, onisciência e prepotência que a juventude nos proporciona. Uma vida inteira pela frente, olha q poder! Só lá na frente é q nos damos conta que é daquilo q fazemos nessa fase q nos tornará o q seremos amanhã. E isso, esse aprendizado, tende a demorar um pouco em algumas pessoas.
Belo texto, querida.

Beijos!

Everson Russo disse...

Minha querida amiga, passando pra desejar uma maravilhosa semana pra ti...beijos na alma....

Ana Lúcia. disse...

Jájá!!
Que linda sua casa nova!!
Quantas flores...
e essa rosa que nos dá boas vindas, chega quase sair da tela de tão magnífica!!
Quanto ao menino sapeca... todas essas perguntas são tão frequentes, tão presentes, às vezes, estão tímidas ou quase escondidas, mas estão sempre a nos cercar....
Quanto ainda ele e nós temos que aprender...
Líndissimo!!
Inteligente, perspicaz e forte...
Gostei um tantão...
Deixo merecidamente meu beijãozinho, paz, saúde, sorrisos, vida!!