3.3.09

NO BARULHO DO SILÊNCIO...VOCÊ
Quanto tempo de barulho
e, de repente,
o voo alucinado.
Agora, um silêncio ensurdecedor constata sua ausência.

18 comentários:

LUiA disse...

Talvez seja porque no barulho a gente não ouve nem presença e muito menos ausências...
Por isso eu gosto do silêncio! Não sempre e sem para sempre...
Bjos da LUiA

JOICE WORM disse...

É no silêncio que conseguimos ouvir a voz do nosso espírito...
Bem haja!
Saudades desta casa. Foi no silêncio que me lembrei de ti. Considero este momento, único e agradável! Bem haja!

Eurico disse...

"Não existiria o som se não fosse o silêncio. A vida é mesmo assim: dia e noite, noite e dia."

Paz. Muita paz, Jacinta.

loba disse...

É, minha amiga, este silênco pós vôo faz um barulho danado! E nem sempre sabemos lidar com ele, né?
Mas, menina, seu blog tá lindissimo! Tão paz! Tão esperança! Adorei!
Beijocas

ana poeta. disse...

Jacinta.

Vim primeiro agradecer a sua segunda visita ao meu blog, demorei mas voltei ao seu espaço, é q qdo te leio não sei coordenadar minhas idéias, vejo tanta sensibilidade e delicadeza q prefiro calar. Mas, hj a voz saiu um pouco desajeitada e estou tentando expressar minhas interpretações. O teu versar de hj mostra o qto o silêncio nos fala e nos deixa surdo com suas inimagináveis sensações. Parabéns!

Theo G. Alves disse...

e tanto nos diz o silêncio.

abraço.

Sarah Vervloet. disse...

Que vazio senti.

O silêncio provoca nossa própria audição.

Dora disse...

Jacinta. Eu, que amo os sons, e sou barulhenta por natureza, fico em êxtase, quando entro em clima de silêncio.
Porque, no silêncio, há mistério e interrogações.
E, no seu caso, esse silêncio é "ensurdecedor"! Veja o poder dele! E ainda é portador de uma "ausência"...
Mas, há sempre um dia após o outro. Você sabe.
E eu lhe desejo paz no dia que está vindo..
Beijo você!
Dora

Zeca disse...

Jacinta,

eu sou amigo do silêncio. Gosto da ausência de sons provocados, onde sobressaem os sons da natureza. Mas não me parece ser este o silêncio de que fala o seu texto... mas sim daquele silêncio provocado por uma ausência que prefeririamos presença... deste eu não sei se gosto, não!

Beijos. Carinho.

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Jacinta!

Às vezes, um pouco de silêncio faz-nos eloquentes pelos outros sentidos.

Um beijo com carinho!!!

Oliver Pickwick disse...

O silêncio é um bom conselheiro, adverte-nos quando estamos prontos para retornar ao barulho.

Há quanto tempo, hein garota? Bom vê-la outra vez.
Um beijo!

lyani disse...

Lindo como tudo sempre é por aqui.
Mudanças, gostei... claro!
Bjos,
Ly

Mary disse...

Como tá lindo aqui...
Querida, a ausência sentida é saudade de algo que foi ou ainda é bom.
Se é bom, as memórias não abandonam. O tempo é que trata de remediar.
Beijos meus.

Cadinho RoCo disse...

No silencio da ausência o grito da saudade.
Cadinho RoCo

Paulo Vilmar disse...

Jacinta!
O silêncio nos devora...
Beijos!

F. Júnior disse...

os silêncios são assustadores, de fato, são.

renata disse...

Olá Jacinta, o silêncio é um tema pertinente quando se fala de flores e mulheres, que possamos nos apropriar a cada dia do discurso e ocupar lugares que por muito nos foram negados
bjs
re

Cris disse...

Adoro o silêncio. Ele grita.

beijo.