8.3.10

EM MEIO À TORMENTA, A TERNURA DO SER MULHERAgradecida, ela me disse num sorriso: você é a Verônica?.! Antes de responder - não, não sou - entendi que não se tratava de uma pergunta, mas sim de uma afirmativa. Sim, ela estava afirmando: você é Verônica. Num segundo, viajei pelo túnel e parei na estação. Lá estavam muitas pessoas desorientadas com tudo o que viam. E Verônica? Destacando-se na multidão, ela é pura ternura e coragem de mulher que, em meio à tormenta, limpa, enxuga e acaricia o rosto daquele que sofre..
...
Voltei da estação e retribuí o sorriso.


JacintaDantas

16 comentários:

Mai disse...

Lembrei de Verônica e o Cristo.
Símbolo daquela que acolhe e cuida, a lenir as feridas.

Que bom ler um novo texto teu.
Um dia especial para ti

P.S.

Talvez tenha havido algum problema na edição, Há algumas palavras faltando e letras também.

Mai disse...

Reli aqui no espaço dos coments e não há problema.

Bordados e Retalhos disse...

Você sumiu daqui. Estava com saudades dos textos e das histórias. Deixei selinhos pra vc lá no blog. Bjs

lyani disse...

Feliz Dia Internacional da Mulher! :)

VANUZA PANTALEÃO disse...

Passei na Katinha e segui essa flor...
Não me arrependi!
Um beijo!!!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...não resisto e vou chutar...rsrs.. impressão que tive é que preseniou uma daquelas manifestações de arte no meio de uma estação...uma atriz...viajei...
Pois fui direto no túnel do tempo como a Mai...
Tá sumida...feliz Dia Internacional da Mulher...
Um abraço na alma...bjo

Opuntia disse...

Nenhuma outra flor representa melhor a mulher do que essa que vc escolheu p/ ilustrar o texto, por suas qualidades antitéticas: força e delicadeza, que se harmonizam paradoxalmente em um ser.

Todo dia é dia da mulher, do homem, da criança, da árvore, etc.


Bjos

Ilaine disse...

Oi, Jacinta! Quanto tempo!
Lindas palavras para um dia especial, o nosso. Sensíveis guerreiras que somos e, em delicadeza, ferozes almas românticas.

Abraço, com carinho

paula barros disse...

O ser forte e ser terna, muitas mulheres conseguem esse grande desafio. Sem perder o rumo de si mesma.

------------------------------

Jacinta, na próxima semana estarei por Guarapari, Vila Velha, Vitória.
Se tiver dicas de lugares legais e tempo de me passar agradeço. E quem sabe tomamos nem que seja uma água juntas.

abraço

Eurico disse...

Vim reflorescer.
Saudade.
Beijos e flores!

Nanda Nascimento disse...

Olá jacinta!

Smpre que passo por aqui, encontro lindas palavras!

Beijos!

Amarísio Araújo disse...

Que bom voltar aqui,Jacinta!Há sempre uma acolhedora ternura pronta pra nos recebr.

Lindos e enigmáticos versos!E essa flor eloquente!!

Beijos com carinho.

Cecília disse...

Saudades daqui...

Tenha uma linda e iluminada semana!
Beijosss

Jens disse...

Um anjo, a Verônica.

Beijo, Jacinta.

Jota Effe Esse disse...

A ternura do ser mulher é a ternura do amor que se dar sem pedir. Meu beijo.

paula barros disse...

Jacinta, foi uma pena não ter tido a oportunidade de lhe conhecer. Mas foi ótimo conversar, ouvir sua voz, o sotaque...mesmo que por telefone.

Todas as fotos da ponte e as outras são minhas. Obrigada.

Adorei o Espírito Santo, e fiquei com vontade de voltar.

beijo