6.4.10


É preciso coragem. Uma coragem danada. Muita coragem é o que eu preciso. Sinto-me tão desamparada, preciso tanto de proteção...porque parece que sou portadora de uma coisa muito pesada. Sei lá porque escrevo! Que fatalidade é esta?
Clarice
Lispector

12 comentários:

cantinho she disse...

Passo para deixar um bjo carinhoso! ;)

cantinho she disse...

Voltei pra falar que amei a sua ilustração, fiquei aqui alguns minutinhos admirando...bjks!

Mai disse...

Também não sei porque escrevo mas talvez escrever me dê coragem.
Clarice Lispector, sempre!

bjos, amiga.

Cecília disse...

Gostei da ilustração!
Gosto muito dos seus desenhos, as cores, formas...

Beijão

Ilaine disse...

A escrita é uma contínua busca por um complemento, dentro do qual procuramos algo. Ah, Clarice!

Um abraço, um carinho

Renata disse...

Olá Jacinta,

Agradeço a sua visita no EternosPrazeres, espero que volte muitas vezes,

Abraço

Renata

paula barros disse...

Escrever deve ser uma tentativa de ficar leve...de soltar o que prende a alma...de aliviar tantos pensamentos....

beijo

Vieira Calado disse...

Há épocas assim...

Beijinho

Paulo R. Diesel disse...

Será que sabemos porque escrevemos?
Talvez, mas dizer o porquê é que são elas.

Beijo, Jacinta

Opuntia disse...

Menina, Clarice me é tão familiar! Ela escreve exatamente o que sinto, ou eu sinto o que ela escreve... enfim, acho que esse fenômeno não acontece só comigo, né?

Bjos

Bordados e Retalhos disse...

Coragem, coragem, nós somos movidas a coragem. As vezes nos esquecemos disso. Bjs

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Ai amiga
Vim em busca de consolo... amiga que não me abandonou, presente em todos os meus momentos... e dou de cara com as palavras da Clarice!
Também não sei porque escrevo...
Também me sinto tão desamparada...
beijo e obrigada por tudo