7.5.10

DO SILÊNCIO QUE GRITA
Lá fora, dizem:
Hoje é o dia
dedicado ao silêncio.

Mas,
aqui dentro,
o peito reclama:
...
Há um barulho
enlouquecedor.

JacintaDantas

16 comentários:

Claudinha ੴ disse...

Olá Jacinta!
O silêncio sempre grita dentro do peito. É o jeito que ele tem de nos chamar à luz do sentimento... Adorei este silêncio gritante! Beijo!

carlinha disse...

O texto diz tudo: muitas vezes, o silêncio exterior é indicativo de um inquietante "barulho" interno.

Rsrsrs, sim, sou a mesma Carla do Opuntia. No Borboletras deixo florescer o meu lado criança.

Bordados e Retalhos disse...

Ai como eu entendo isso.Gostaria de ler isso e não entender. Bjs

Mai disse...

Os silêncios têm garganta e uma voz que grita por dentro.

beijos

Rozani disse...

Oi Jacinta!
Muito obrigada pela sua visita no meu blog! Lindas palavras! É muito bom receber visita com palavras tão encantadoras.
Bjs,Rozani

Mai disse...

Então nesta hora haverão braços de abraçar e conter toda nossa impotência e humanidade.

imenso carinho

Renata Bomfim disse...

OLá Jacinta, que alegria conhecê-la pessoalmente!!! O lançameto do Jorge Elias foi ótimo, estou lendo o livro encantada com os poemas...
Espero vê-la em breve, se der, de uma passada no café do canto no dia 19/05
abraços
renatabomfim

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Jacinta,

Que gostoso!! Achei um modo agradável, até mesmo confortável de descrever o que o nosso peito agrega, sejam dores ou alegrias, decorrentes de amor, saudades, ...

Beijos e como posso lhe seguir, também?! Não encontrei...

Vivian disse...

...olá linda!


MÃEZINHA

Quando o pai celestial precisou
colocar na terra as primeiras
criancinhas, chegou à conclusão
que deveria chamar alguém que
soubesse perdoar infinitamente.

De alguém que não enxergasse
o mal.

Que quisesse ajudar sem
exigir pagamento.

Que se dispusesse a guardar os
meninos, com paciência e ternura,
junto do coração.

Que tivesse bastante serenidade
para repetir incessantemente as
pequeninas lições de casa dia.

Que pudesse velar, noites e
noites, sem reclamação.

Que cantarolasse baixinho, para
adormecer os bebês que ainda não
podem conversar.

Que permanecesse em casa ,por amor,
amparando os meninos que ainda não
podem sair à rua.

Que contasse muitas histórias
sobre a vida e sobre o mundo.

Que abraçasse e beijasse as
crianças doentes.

Que lhes ensinasse a dar os
primeiros passos, garantindo o
corpo de pé. Que os conduzisse
à escola, a fim de que
aprendessem a ler.

Dizem que nosso Pai do Céu
permaneceu muito tempo,
examinando...e, em seguida,
chamou a Mulher, deu-lhe o
título de Mãezinha e confiou-lhe
as crianças.

Por esse motivo, nossa mãe é
a representante do divino
amor no mundo , ensinando-nos
a ciência do perdão e do
carinho, em todos os instantes
de nossa jornada na terra.

Se pudermos imitá-la, nos
exemplos de bondade e
sacrifício que constantemente
nos oferece, por certo seremos
na vida preciosos auxiliares
de Deus.

MEIMEI

...deixo aqui como prova
do meu carinho esta linda
mensagem à você mulher,
mãe em potencial!

bjbj

Ilaine disse...

Uma descrição perfeita do silêncio que arrasa dentro da gente. Jacinta, amiga, é sempre belo o que escreves.

Beijo

Anônimo disse...

Oi, querida,

Esse silêncio foi meu velho companheiro, hoje quase libertado.
O peito experimenta momentos de paz.

Beijo, linda.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...já tentei usar de tudo para silenciar esses barulhos, mas não tem jeito, mente aflita, pensamentos barulhentos...
Não sei se é mãe...mas...é mulher...e toda mulher tem algo de mãe dentro de si...

Feliz Dia das Mães Jacinta...curta seu dia...

Mãe... São três letras apenas

As desse nome bendito:
Também o Céu tem três letras...
E nelas cabe o infinito.

Para louvar nossa mãe,
Todo o bem que se disse
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer...

Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do Céu
E apenas menor que Deus!

Mãe (Mário Quintana)

Um abraço na alma...beijo

Nanda Nascimento disse...

Nossa...essa foi forte.

"É se a vida doer dentro de ti, deixe que arrebente."

Espero que você esteja tendo um domingo maravilhoso e de muito convívio.
Feliz dia das mães.

Braçada de flores pra você.

Beto Canales disse...

legal

Paulo R. Diesel disse...

Escutar os silêncios barulhentos nos faz ver e perceber todos os sentidos da vida e da alma.
Belo poema Jacinta.

paula barros disse...

Há silêncios que gritam, que sufocam, que esmagam...silêncios que inquietam e aprisionam.

bjs