2.6.10

SOM E SONS Do som, gosto do silêncio, herança registrada na memória de menina incomodada com os barulhos que o olhar escuta: ultra-mega-som sentido em todos os sentidos. Sentidos que transpassam o coração na freqüência exaustiva dos acontecimentos que afetam o corpo todo. A balança dá o alerta: é preciso prestar atenção ao que entra e fica retido. Para que acumular se bom mesmo é partilhar? Mas a Gula, capital de pecados onde se concentra bens e poder, seduz exibindo seus ilustres contemplados: Autoridades, negociando o inegociável, fabricam ruídos em inúmeras ações que movimentam uma novela sem fim, garantindo pela apreensão, a audiência para o próximo capítulo. E o Som se faz estridente, às vezes oco, com microfonias que emudecem a voz.
...
Mas, do som, vibro mesmo é com o silêncio. O silêncio que me faz sentir encantada com uma boa música; o silêncio que exacerba minha vontade de beleza no mundo.

Foto de Vinícius Sgarbi: aqui

JacintaDantas

7 comentários:

Miguel S. G. Chammas disse...

É isso aí Jacinta. No silencio somos capazes de ouvir as grandes verdades ditadas por nosso eu.
Gostei do texto.

Bordados e Retalhos disse...

Lindo o texto.Agora sei que partilhar silêncio é partilhar oração.As vezes fecho os olhos e fico ouvindo ou tentando ouvir o silêncio para ver se assim converso melhor com Deus, sem tanta interferência.As vezes da certo, outras não. Mas continuo exercitando sempre. Bjs

Claudinha ੴ disse...

Que lindo, Jacinta!
O silêncio por muitas vezes me agrada, mas por outras é gritante!
Ouvir os sons do mundo é algo magnífico!

Um beijo!

Geraldo de Barros disse...

Agradeço a sua visita e as palavras tão gentis, muito obrigado.
Também gostei do seu espaço, é de uma olhar que nos ensina a silenciar para apreender o mundo ;)

Beijo,
Geraldo.

Francisco Sobreira disse...

É isso, Jacinta, o silêncio é algo muito importante. Até dizem que ele é de ouro. Em filmes dos grandes mestres do cinema, ele é muito usado e se torna mais eloquente do que as palavras.Mais um texto muito bom, bem escrito e com a marca do seu talento para sentir e observar o que se passa ao seu redor e no seu íntimo. Um abraço.

Nanda Nascimento disse...

Preciso deste silêncio, tão bem descrito, tão essencial e tão difícil as vezes de executá-lo.

Beijos e flores!

Amapola disse...

Bom dia.
O silencio pode equivaler muitos sons.

Um abraço. Tenha um bom domingo.