6.6.10

DO OLHAR, O PEDIDO
Voltou para casa, para sua vida, para seus afazeres cotidianos, entendendo que aquele momento seria apenas uma visita sem nenhum comprometimento no seu viver. Mas, como esquecer o encontro em que do olhar, vem o pedido: acolha-me, aceita-me. Tinha conhecimento de que ele ultrapassara os limites aceitáveis e estava ali, retirado do meio social, aguardando sua sentença. A cena não saíra de seu pensamento. Observara toda a ação desde a abordagem até o colocar das algemas, depois o toque agressivo na cabeça forçando o corpo a entrar naquele espaço minúsculo, reservado aos considerados não humanos. Estranho seu interesse, afinal isso acontece sempre, pensou. Mas, o olhar... ah o olhar! Naquele Ser, o olhar suplicava por atenção. Um sentimento diferente ocupava seu peito. Àquele ser, era preciso manter a condição humana de pertencer, ainda que na prisão, à família da qual todos nós fazemos parte. Já não lhe bastava o conforto do ritual de todos os domingos. Decidira, então, visitar o desconhecido, e, de novo estava ali, naquele lugar de muitos olhares em irmãos tortuosos.
...
Partilhando o que de graça recebe, reflete em silêncio que entre o Humano e o Divino deve haver, em algum espaço, lugar para a compaixão por aqueles que, desrespeitando o direito do irmão, desaprendem a contemplar o rosto do Pai.

JacintaDantas

14 comentários:

paula barros disse...

São tantos em condições assim...mas poucos se propõe a visitar, a levar uma palavra, ou escutar.

Nessa relação ganha o visitado e muito mais quem visita, e reflete.

abraço

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA JACINTA, ADOREI A TUA ESCRITA, BELOS TEXTOS...!
VOTOS DE UMA LINDA SEMANA... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA...!
FERNANDINHA

Osvaldo disse...

Jacinta;
Não sei o que será mais dificil, se a coragem de pedir e em silêncio implorar ou a força de aceitar e com voz trémula e quase inaudivel, dizer sim.

Por vezes um simples olhar e um timido sorriso como resposta, dizem tudo o que vai na alma.

Lindo, lindo o que aqui nos ofereces.
bjs, Jacinta.
Osvaldo

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Vc caprichou no seu post da semana em nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL.
Obrigada pela sua linda participação...
Senti-me acolhida por ti em minha iniciativa.
Deus abençoe vc e aos seus queridos nesta semana em especial.
Bjs e muita luz pra vc.

Espaço Aberto disse...

É com muita alegria que nós, do Espaço Aberto, viemos te convidar a participar do nosso primeiro Concurso Literário, a ser realizado no dia 12 de Junho, próximo sábado. Os interessados deverão fazer, nesse dia, um post em seus blogs, escrevendo sobre o tema: “Meu jeito de dizer que te amo” e o título do post deve ser esse mesmo. Mas ATENÇÃO: desta vez não haverá prazos, o concurso é válido SOMENTE para o dia 12 de JUNHO.
Assim que postar o seu texto, visite-nos no Espaço Aberto e deixe lá o seu link para que possa participar do concurso.

Contamos com a sua participação!
Até sábado!

Todas as informações sobre o concurso poderão ser encontradas e as dúvidas tiradas nos seguintes blogs:

http://bomruim.blogspot.com/
http://jardimdasan.blogspot.com/
http://lienemarcia.blogspot.com/
http://lienemarcia.blogspot.com/
http://frutosdoverseiro.blogspot.com/

Deia disse...

Jacinta, minha querida: esquecemos de olhar o próximo como gente, pois nos sentimos bichos acuados em vários momentos da vida. Que gangorra mais imprevisível... Gostei da reflexão! Um beijo, Deia

Francisco Sobreira disse...

Como me agrada, cara Jacinta, nessas "coisinhas" (a definição é sua, com a qual não concordo, como lhe disse uma vez em um e-mail) que você escreve a capacidade de, em poucas palavras, se aprofundar no mais íntimo das pessoas. Às vezes, através de um olhar, como no presente texto. Que bom. Um abraço.

Manifesto Interno disse...

Olá Jacinta!

Vim me reabastecer no Florecer,
e encontro palavras tão tocantes!
Compaixão, palavra esquecida,
quase abolida,
mas que ainda faz eco em
alguns corações,
partilho do mesmo sentimento,
e deixo registrado aqui o
meu respeito.

..~*~..

Ester

Deia disse...

Querida Jacinta! Será uma honra tê-la como seguidora! Obrigada pelas palavras carinhosas, fazem toda a diferença! Um beijo e uma noite repousante! Da amiga, Deia

Deia disse...

Olha eu aqui de novo! rsrs quis dizer, será uma honra me adicionar aqui no FLORESCER!!! Essa hora da noite eu já me embaralho nas pernas! Um beijo! Deia

Tatiana disse...

Temos tanto para dar...para ajudar.
Fico feliz que seus passos sejam guiados ao encontro do próximo que tanto precisa de amor.

Um beijo carinhoso

layla lauar disse...

Oi Jacinta

que belo texto, que bela lição de solidariedade.

já pretei serviço voluntário como psicóloga em presídios e sei bem como é esse olhar e seja qual o crime cometido, sempre senti e sinto uma profunda piedade por esse seres enjaulados como se feras fossem. não há, na minha opinião, castigo maior do que a perda da liberdade e como consequencia, da dignidade humana.

beijo

Eurico disse...

Cá estou, amiga!
Tudo bem por aqui. A saúde vai melhorando a cada dia. Os exames apontam para a superação, em breve.

Abraçamigo e fraterno!

Nanda Nascimento disse...

Ei Jacinta,

Excelente texto!

Tenha um ótimo domingo!

Beijos e flores!