19.12.10

ENTRE MIM E...


Por vezes
EU
me desloco de mim
e me perco
em desespero

Sei que já vivi assim
noutras vezes
vezes de Reveses
e vozes... e visões... e
inquietações:
e se EU já vivi
EU tenho de ruim o saber (re) sentido
EU tenho de bom o saber conhecido...
...
Vagueio
Procuro
Choro
Rio

Mas fico agarrado em mim
de tal forma
que Eu e mim
se seguram pelas pontas

Até voltar a se encaixar.

JacintaDantas

10 comentários:

Eurico disse...

Esse olhar pra dentro de si mesmo é muito salutar.
No início inquieta, mas, aos poucos vai se revelando o lado verdadeiro e terno que há em cada um de nós...
Não devemos esquecer que "o Reino de Deus não está ali ou acolá, o Reino de Deus está dentro de vós"...


Abraço fra/terno

Paula Barros disse...

Jacinta, creio que somos isso, esse recriar-se, o olhar para dentro, o perder-se e achar-se. E só se acha melhor, quem se perde entre o "eu" e o "mim", nessa eterna busca e reflexões. Faz parte do ser humano.

beijo

Analuka disse...

...E assim vivemos, inventando, desmontando, construindo e reinventando o "eu"...

Beijos pintados e alados!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Jacinta...acho que este processo faz parte das nossas interrogações, das nossas vivências e a cada resposta, a cada pedacinho de momento que se agrega dentro da gente, vamos coexistindo, nos encaixando dentro do coração da alma...bela reflexão amiga

Natal,
Nesta época há algo diferente na humanidade, em todo mundo, em todos os lugares, As pessoas ficam mais solidárias, mais humanas, mais presentes! por que será?

Acho que é porque a maioria das pessoas de alguma maneira, abriga Deus no coração...

Um Feliz Natal para você e toda a sua família...
Um feliz todo dia...

Um abraço na alma

Beijo

Benno disse...

quem já viveu, viverá duas vezes, a vez do primeiro olhar, a vez do segundo que só a experiência anterior permite, mas quem viver e ainda refletir e lembrar sobre o que viveu, viverá mais uma terceira e mais outras muitas vezes.

Tod(as) palavras disse...

denso, instigante e e que faz com que possamos voltar para dentro de nós mesmos. belo texto, Jacinta. meu abraço carinhoso.

paulo disse...

Esta procura incessante é que nos leva adiante.

Gostei, Jacinta.

Beijo

Nilson Barcelli disse...

Excelente poema, gostei.
Desejo-te um Natal muito feliz, na companhia dos que mais amas.
Beijos.

Tatiana disse...

Obrigada de coração Jacinta, por sua presença em palavras nesse ano de 2010.

Suas postagens sempre fazem diferença no meu dia.

Desejo que seu natal seja rico em paz e amor e o novo ano seja repleto de muitas dádivas!

Um beijo carinhoso

Paula Barros disse...

Jacinta, a cada movimento de deslocamento, um novo clarão surge para nos iluminar.

Que assim seja. Feliz hoje, feliz todos os dias, Feliz Natal. Que o verdadeiro espírito de Natal se faça presente em nossos corações todos os dias das nossas vidas.

beijo