30.1.11

O PERFUME DA LEVEZA 

Como você sabe, tenho medo do escuro. Então, com o dia claro, tomo um banho frio, em ducha forte, para despertar da noite bem dormida  que restaurou minhas energias. Agora, com a decisão tomada estou a caminho. Na estrada que me leva ao sol,  vou, carregada de lembranças  e vontade de não temer, só viver.
...

O dia foi lindo. Sol, gente, sorrisos, intrigas, pré-ocupações do futuro com os pequenos que estão chegando, boa comida, rostos tranqüilos, faces perturbadas, gente indo e vindo num dia comum. Eu, bem, gosto de registrar  momentos do outro:  fotografando, vejo ; fotografando, revejo; fotografando, escuto para além da aparência capturando a expressão de cada um e de cada coisa. É...objetos  também tem expressão , que loucura! Sabe: naquela mesa - repleta de pratos ainda vazios - sinto o prazer de saber que a fome será saciada.  Naquela imagem de perfil, na morena menina, vejo o perfume da leveza, do viver sem se agarrar ao passado ou ao  futuro.


Só não me fotografei nem me deixei fotografar. Ainda não. Estranho-me neste enquadramento de sensações e complexidades. Como você sabe, tenho medo do escuro.
Um beijo. 


JacintaDantas

10 comentários:

C. disse...

Talvez depois de deixarmos o medo de lado é que iremos encontrar um mundo cheio de cores, com a leveza e a beleza do momento que a vida nos permite sentir, e ver, fotografando na camera da memória, num bem estar iluminado, e que nos trará comc erteza muito mais paz e alegria.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi jacinta...que bonita postagem...gostei da foto e da leveza que essa idade nos transmite...esse jeito de paz, sem ontem e sem amanha, só o presente, a vida, na hora, no lastro do tempo presente
O nome disso é infancia, inocência...
Um abraço na alma
Bjo

Cecília disse...

Bela postagem! Gostei muito!!!
A foto está linda!!!

Tenha uma ótima semana!
Beijinhos

Bordados e Retalhos disse...

Lindo demais! Com as palavras você diz tanto, revela tanto e percebe o que a maioria das pessoas não enxerga. Bjs

layla lauar disse...

Que texto lindo e delicado...

encantou a minha alma!

beijos Jacinta

Rozani disse...

Oi Jacinta!
Muito obrigada por sua visita no meu blog. Que bom que vc gostou do meu post.
Eu tb gostei do post. Pra falar a verdade o que mais gosto de postar são as fotos. Eu adoro colocar muitas fotos.
Que legal que hoje é dia de Santa Jacinta.
bjs,Rozani

Everson Russo disse...

Penso que todos nós temos um pouquinho de medo desse escuro,,,mas todo medo é pra ser vencido,,,beijos de bela semana pra ti querida.

Paula Barros disse...

Temos alguns medos, alguns escuros, mas sempre que decidimos ir, dar uns passos a mais, uns passos diferente, parece que surge a criança afoita, a criança que sonha, a criança que acredita...e que quer ir, e que quer mais, mesmo com os medos dos escuros.

Gostei do enquadre do rosto na foto. Não acho fácil bater fotos de rosto, e gostei muito.

beijo

Benno disse...

Ter medo do escuro é uma coisa natural. O instinto nos manda evitar o escuro, viver escondido durante a noite. Enfrentar a noite é um momento de superação do medo natural que temos. Mas hoje as noites são iluminadas nas cidades e não temos medo da noite, mas ainda temos medo do escuro. Eu tenho, e acho bom ser prudente e evitar o que não podemos ver claramente. Beijos.

guru martins disse...

..não temas
no lampejo do flash
entre a abertura
e o fechamento
do diafragma
a luz é capturada
e você estará segura
irradiada no clarão
do momento pra nunca mais
nunca mais é muito tempo...

bj