6.7.08

ÁGUAS PROFUNDAS

Mergulho...

encontro águas profundas
e vejo solidão
Solidão

Mergulho...mergulho

e sinto medo,
parece não haver saída, só
Medo

Mergulho...Mergulho...mergulho

e sinto águas claras e profundas.
Mas, cadê a direção do sol?
Já é hora de encontrar o caminho
que me leve de volta à superfície
e respirar
respirar...
respirar

imagem: fotoblog uol

18 comentários:

Madalena Barranco disse...

Querida Jacinta,

Mergulhar é revigorante, porém, secar-se ao sol depois é assim como o botão de uma rosa prestes a se abrir. Qiue lindo poema!!!

Beijos e tenha uma linda semana.

Graziele Alencar disse...

Simbolicamente a água significa o nosso inconsciente, o nosso ser. Pensei que talvez esse seu mergulho seja dentro de si mesma. Ele pode ser até difícil - com solidão, medo e muito esforço - mas a gente acaba crescendo e melhorando com ele e indo de encontro à claridade.
Beijos e bom domingo!

Claudinha disse...

As vezes a vida nos sufoca... Mas buscar novos mergulhos é sempre bom! Beijos!

Beatriz disse...

Existe saída sim, minha amiga! Quando emergires desse mergulho profundo hás de ver o Sol radiante lá no alto... e ele te indicará a direção!

Ficam flores e estrelas entrelaçando sorrisos no teu caminhar, um beijo no coração, e uma semana de alegria e paz.

Miguel disse...

Respirar depois de um mergulho assim é necessário, da mesma forma que é necessário um momento de paz depois da revolução de uma paixão.

John Doe disse...

e o pior é o querer respirar e não poder...

Jacinta Correia disse...

A liberdade que se respira quando se chega á superfície é sempre o fruto de um mergulho bem fundo... bons mergulhos na alma e bom caminho de regresso ao sol. Bj

Fernando Rozano disse...

muitas vezes a água é o sol que tanto desejamos, em outras, o sol nos faz água. muito rico o poema. meu abraço.

acqua disse...

Caríssima, me perdi nos versos e na paisagem. Um suspiro demorado para sua alma. Abraços meus...

Francisco Sobreira disse...

Cara Jacinta,
Do mar você faz uma preciosa metáfora da vida. Gostei mais uma vez. Um abraço afetuoso.

Germano disse...

Se voltamos angustiados do mergulho, é porque algo deu errado.

Melhor mesmo mergulhar e não olhar o passado.

Ser sempre um peixe novo, novo, sem medo, desbravador de águas.

Venho e gosto, Jacinta.

Abraços sinceros.
Germano

Carmim disse...

Este poema fez-me a lembrar Maria Bethânia a cantar "Debaixo dágua tudo era mais bonito
mais azul mais colorido
só faltava respirar
Mas tinha que respirar..."

Um beijo.

Dauri Batisti disse...

A direção do sol. As águas são profundas mas já são claras. A direção do sol.

Um abraço.

NANDO DAMÁZIO disse...

Mergulhei nas lindas palavras ..
Abração, Jacinta !!

Clecia disse...

Belo poema ainda que um pouco aflitivo. Bom, a água purifica. Tenho certeza de que este mergulho só vai te fazer bem, pois quando vamos ao fundo do poço, somos capazes de voltar e encarar todos os desafios. Bjos!

Mariah disse...

muitas vezes a solidão me foi muito útil e até necessária. quando a gente não se encontra, não consegue encontrar ninguém.

beijos
mariah

Loba disse...

O mergulho (em nossa essência) é essencial para o nosso renascimento. E ainda que tenhamos que lidar com o medo, vale a pena buscar um novo respirar!
Beijo querida

Anônimo disse...

venha participar em www.luso-poemas.net

:)