26.4.10

( Hoje, participo da blogagem coletiva proposta pela Glorinha, do Café com Bolo, com a síntese de um texto que escrevi em 2008).
Foto: Ivone Ritschel
ENERGIA E BELEZA NO SABOR DO LILÁS

Impregnado no ar, há um quê de degradação que chegam aos ouvidos poluindo a vontade e fazendo o corpo entender que, na ansiedade, a dor já é DOR sentida. Mas, qual será a próxima notícia bombardeante que o deixará perplexo diante do viver?...
...

Cansado do dia estressante, compreendendo sua ânsia por beleza no ambiente e, deixando-se envolver no cheiro bom de lavanda, o corpo se mistura à união do azul com o vermelho, na espuma violeta, aliviando as tensões musculares. No intervalo, antes que a noite se inicia, ele se entrega ao prazer, limpando seus pensamentos das imagens e sons, e se permite abrigar um sentimento bom no toque do frescor das águas, massageando-se, fazendo drenagem a partir dos pés, num ritual que harmoniza a circulação vital no seu compasso cardial. Então, com toda a dicotomia que há no viver, corpo e alma agradecem pela capacidade de apreender, no simples sabonete de cor violeta, possibilidades de interiorização, energia e paciência para retomar, com o novo dia, a conquista de seus novos projetos, apesar das tragédias que assombram o caminho.


JacintaDantas

18 comentários:

Osvaldo disse...

Jacinta;

Nada melhor que um corpo stressado, cansado e mergulhado em desalento, se retempere na espuma multicolor ou tutti-frutti das delicias que a vida nos oferece, que é o amor.

Lindo texto, que aqui nos ofereces.

Espero que as festas de Nossa Senhora da Penha de Vila Velha tenham decorrido com a beleza e entusiasmo como antigamente como as que eu aí vivi.

bjs, Jacinta.
Osvaldo

Bordados e Retalhos disse...

Ai que delícia a tranquilidade sugerida pelo lilás. Adorei o seu post roxo/lilás. Bjs

Chica disse...

Muito linda tua postagem!Coisa boa!beijos e uma linda semana,chica

Glorinha L de Lion disse...

Que lindo Jacinta...um post cheio de sentimento....lilás pra vc nessa segunda feira!
bjs

Tatiana disse...

Oi Jacinta...
Sua participação está linda!
Que a luz violeta esteja em torno de Ti!

Obrigada de coração por sua presença em palavras no meu blog!

Tenha uma semana iluminada!

Beijos carinhosos

António Rosa disse...

O seu post é um mantra de paz e tranquilidade.

Parabéns.

Tati Pastorello disse...

Ah, pena não ter sabonete lilás aqui em casa, mas vou providenciar. Um banho assim parece mesmo revigorante!
Beijos.

Jens disse...

Oi Jacinta.
Puxa, aliciantes as qualidades balsâmicas do sabonete violeta. Vou experimentar.

Beijo.

Misturação - Ana Karla disse...

Jacinta, fiquei muito feliz com sua presença no Misturação.
Espero que volte outras vezes.
Estou gostando muito dessa blogagem coletiva, pois estou conhecendo muita gente legal.
XEROS!

Paulo R. Diesel disse...

A energia do simples transcrito em versos.
Muito bom, Jacinta

Cris disse...

Um texto perfumado!

Beijo, linda.

CeciLia disse...

Muito ais do que imagens,boas sensações nesse teu conto.
Abraço, bom te ler.

paula barros disse...

Essa harmonização do corpo e alma é tão difícil. Cada dia precisamos mais e mais de momentos assim que nos harmonizem, que nos restaure, que nos energize.

beijo

Nanda Nascimento disse...

Quanto frescor, o lilás carrega uma tonalidade suave que realmente provoca tanta energia boa.

Beijos jacinta!

jorge disse...

Amiga,belas flores (minha paixão nos fins de semana).
Amanhã deixarei no blog um convite.
Conto com sua presença; precisamos nos conhecer pessoalmente.

Abraços,

Jota Effe Esse disse...

Tragédias assombrado os caminhos é o que não taltam. É preciso forças para conseguir sobreviver entre tantas. Meu beijo.

Ilaine disse...

Que maravilhoso sabor lilás, escritora. Cheiros, imagens e sentimentos expressados em lindas palavras. Tão tuas, Jacinta!
Beijo

Francisco Sobreira disse...

Jacinta,
Num texto que alia a capacidade de síntese e a força da escrita (qualidades que percebi desde as minhas primeiras visitas ao seu blogue), você vai ao fundo da alma de uma pessoa muito sensível diante da "dicotomia do viver". Um abraço.